Ao G1, ator de 53 anos fala da série 'O Negócio', que estreia neste domingo, e de dois filmes que ele vai estrelar neste ano.

Dalton Vigh deve estrear em breve em uma nova função. Mas por trás das câmeras. O ator, que estrelou dezenas de novelas (com a mais recente ?Liberdade, Liberdade?), está escrevendo três roteiros para o cinema. ?Mas não sei se vou atuar ou dirigir?, explica ao G1.

?Tenho um roteiro sobre um funcionário que se aposenta e vira figurante de novelas, outro sobre uma história sobrenatural e o último sobre um temporal que destruiu cidades e estradas no litoral de São Paulo em 1967?, enumera o ator e agora roteirista de 53 anos.

A primeira história tinha tudo para ser um retrato da vida real, mas Dalton garante que não se inspirou em uma história verídica.

?Fui pegando elementos de lugares que conheço para situar a história. Na verdade, até conheci uma pessoa mais ou menos parecida com o personagem. Ele trabalhava com a minha mãe quando era funcionária pública, só que ele nunca virou figurante na vida?, explica.

Mas ele segue atuando, claro

Dalton têm outros lançamentos para 2018, em que ele é:

  • Um ambicioso promotor, que entra em conflito com as protagonista de ?O Negócio?, série que estreia sua última temporada no domingo (18)
  • Um juiz no filme ?Nada a Perder ? Contra tudo. Por todos?, que será lançado em 29 de março
  • Um deputado no filme - que vai virar série - "A Divisão", baseado em história real

Nos três trabalhos, Dalton interpreta personagens poderosos:

?Foi uma coincidência. Gosto de desafios e perfis variados. Por outro lado, também existe isso de fazer um papel ?X? que faz sucesso e pensarem em você na hora de escalação de outros com características parecidas?.

?Eu escolho personagens quando me deparo com um roteiro muito bem escrito, quando acredito no projeto como um todo e acho que é um papel interessante pra mim, claro?.

Ambição

Na série ?O Negócio?, Dalton é Rodolfo Sherman. ?Ele é um promotor cheio de ambição que quer usar o caso da Karin [um das quatro garotas de programa de luxo que protagonizam a série] como bandeira para fazer a imagem do moralista e ganhar projeção para seja lá quais forem os planos dele?, explica o ator.

?Eu não sou a pessoa que coloca seus princípios em segundo plano, ou que ?atropelaria? etapas. Me considero dedicado, focado, penso sempre em planejamento. E depois que tive filhos, mais do que nunca, penso nas coisas lá na frente e coloco tudo na balança?.

A chegada dos gêmeos David e Arthur em julho de 2016 mudou mesmo a vida dele. ?Eu me tornei mais paciente. Profissionalmente, tenho vontade de fazer personagens e trabalhos mais leves. Para que daqui algum tempo, eles possam assistir alguma coisa minha. Sei que algumas coisas eles não vão poder assistir por enquanto?.

Violência no Rio

Já em ?A Divisão?, Dalton vai interpretar um deputado que tem a filha sequestrada e que inspirou a divisão antissequestros no Rio. Em tempos de violência na cidade, Dalton fala sobre a importância de se retratar esse tópico em obras audiovisuais.

?Algumas obras, parte até baseadas em fatos reais, acabam mostrando com detalhes como foi dado, por exemplo, um golpe e artimanhas usadas por criminosos que podem servir como um alerta. Assim como tem filmes que acabam denunciando ou relembrando esquemas de corrupção, que envolvem violência, entre outras coisas?.

?Às vezes, mesmo que um filme só relate algo que já aconteceu e que seja do conhecimento de todos, traz à superfície assuntos espinhosos que precisam ser mais debatidos".

Carioca, mas morando em São Paulo, ele fala sobre a situação no Rio. ?É um momento bastante complicado. Nos vemos num ciclo vicioso onde os governantes não se preocupam em ir na raiz da questão, mas sim em tapar o sol com a peneira".

"Para que as coisas melhorem de fato e a longo prazo, temos que pesquisar a fundo sobre cada candidato antes de votar, fazer escolhas conscientes, prezar por pessoas que tenham bons projetos, que não falem que vão investir em saúde e educação da boca pra fora. Porque isso é necessidade básica. Dar oportunidade é o começo de tudo?.


Mais Lidos

Publicidades