Ator americano era casado com atriz, morta afogada em 1981. Caso foi reaberto em 2011.

Robert Wagner, ator de 87 anos, se tornou "suspeito" no caso da morte por afogamento da atriz Natalie Wood, disseram membros da polícia de Los Angeles ao canal de TV americano CBS.

O ator americano era casado com Natalie, morta em 1981. Em 2013, ele se recusou a falar com os inspetores que reabriram uma investigação sobre a morte. Os investigadores querem falar de novo com o ator.

O caso ressurgiu quando um novo relatório do Instituto Médico Legal de Los Angeles, em 2013, revelou que os hematomas encontrados no corpo da atriz podem não ter sido acidentais.

A estrela de "Amor, sublime amor", na época com 43 anos, foi encontrada afogada em 29 de novembro de 1981 enquanto navegava no barco com seu segundo marido, Wagner.

Morte acidental?

Eles estavam acompanhados pelo ator Christopher Walken, perto da Ilha de Catalina, na baía de Los Angeles. Os investigadores concluíram que a morte havia sido acidental.

O advogado de Wagner declarou que o questionamento dos resultados iniciais da investigação era puro "sensacionalismo" e "exploração" por causa do 30º aniversário da morte da atriz.

Ele acrescentou que seu cliente "colaborou plenamente nos últimos 30 anos com as investigações sobre o afogamento acidental de sua esposa em 1981", e que "interrogado várias vezes pelo xerife do Condado de Los Angeles, ele respondeu a todas as perguntas".

O advogado indicou que "após 30 anos de investigação, Robert Wagner e suas filhas não têm nada a acrescentar a esta nova investigação".

Segundo o novo relatório forense, a causa da morte, inicialmente considerada como acidental, agora é qualificada como "por afogamento e outros fatores indeterminados".

Novas informações

As especulações sobre a misteriosa morte da atriz voltaram quando, em novembro de 2011, a polícia decidiu reabrir a investigação depois de "novas informações significativas" fornecidas pelo capitão da embarcação.

Dennis Davern, capitão do barco, afirmou que o casal teve uma discussão pouco antes de Natalie Wood desaparecer, que ele foi informado que a atriz não estava a bordo à meia-noite, e que Wagner esperou muito tempo antes de chamar o socorro, às 1h30.

A polícia de Los Angeles, no entanto, não encontrou nenhuma evidência que apoiasse a tese do assassinato na época.

O novo relatório do Instituto Médico-Legal de Los Angeles indica que o casal e Walken estavam bêbados depois de jantar em um restaurante, e que eles continuaram a beber a bordo do iate "Esplendor".

Robert Wagner é conhecido, entre outros trabalhos, pela famosa série dos anos 70 e 80 "Casal Vinte".


Siga-nos

 

Mais Lidos