Gripes que pulam de animais para humanos podem matar milhões. Uso de tecnologia para evitar epidemias ainda é pequeno.

O mundo deve aumentar os esforços para prevenir um grande surto de doenças infecciosas - como variedades de gripe que podem pular de animais para humanos - que pode matar milhões de pessoas, disse neste sábado (10) o representante especial da ONU para a Redução dos Riscos de Catástrofe, Robert Glasser.

O uso da tecnologias de vacina e vigilância de doenças é muito baixo na maior parte do mundo porque os perigos impostos por pandemias são "fora da visão, fora da mente", afirmou Glasser.

"Tivemos a emergência de novos vírus e vírus que estão em mutação o tempo todo, como a gripe aviária, SARS... as pessoas geralmente não estão cientes deles pois são riscos que não ocorrem com muita frequência", disse ele à Fundação Thomson Reuters.

"Mas quando eles atacam, eles podem ser extremamente devastadores", disse Glasser nos intervalos do Forum Urbano Mundial - a maior conferência sobre questões urbanas do mundo. "Nesta área, há muito trabalho a ser feito."

Siga-nos

 

Mais Lidos