Dois homens e uma mulher foram detidos.

Um homem de 51 anos, uma mulher de 31 anos e o cunhado dela, de 32 anos, foram presos em Divinópolis. Segundo a Polícia Militar (PM), eles são responsáveis por um sítio em São Sebastião do Oeste usado como esconderijo para grupo que explodiu caixas eletrônicos em Piumhi, na madrugada de sábado.

Ainda de acordo com a PM, a primeira pessoa detida foi o homem de 51 anos, identificado como dono da propriedade. Segundo a polícia, ele sabia que o grupo usava o local com o objetivo de praticar crimes.

Em seguida, os policiais foram até a casa da mulher, de 31 anos, no Bairro Jardinópolis. Segundo a PM, há dois anos, uma quadrilha foi detida no local com maconha e cocaína e ela teria sido responsável por alugar o sítio.

Ela disse aos policiais que tinha sublocado a propriedade para o cunhada dela, de 31 anos, que também foi detido.

Explosão de caixa

Os militares chegaram até eles após a prisão de quatros homens suspeitos de roubo a uma agência bancária na MG-050 próximo a praça de pedágio de São Sebastião do Oeste.

No interior do veículo, escondido dentro do painel, a PM localizou grande quantidade de dinheiro dentro de sacolas de plástico.

Arsenal

Os militares foram acionados, por volta das 4h30, para uma operação de cerco, bloqueio e interceptação em decorrência da explosão de caixas eletrônicos em Piumhi, em que os autores teriam fugido sentido Formiga.

Na sequência a polícia foi até um sítio utilizado pela quadrilha, situado às margens da rodovia MG-050, entre a Praça de Pedágio e o trevo de São Sebastião do Oeste.

No local foram apreendidos sete pistolas semiautomáticas de diversos calibres, como, 40,9mm e 45, dois fuzis calibre 762 e um fuzil AK 47. Além disso, foram apreendidos também duas espingardas calibre 12.

Além das armas foram localizados 11 coletes balísticos, 14 rádios de comunicação, máscaras antigás, um veículo de cor branca, possivelmente usado na ação de explosão ao caixa eletrônico em Piumhi, material explosivo, entre outros objetos.

Devido a quantidade de explosivos, a ação contou com apoio do Comando de Policiamento Especializado (CPE) utilizando o helicóptero Pégasus e militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

A PM informou que dos sete presos, quatro têm passagem por crimes de roubo, tráfico de drogas, furto e porte ilegal de armas.


Mais Lidos

Publicidades