Os agentes de endemias verificaram um índice de infestação de 2,5%.

A Prefeitura de Barbacena divulgou nesta segunda-feira (9) o segundo Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) realizado em 2018. Os agentes de endemias verificaram um índice de infestação de 2,5%.

O número está acima do indicado pelo Ministério da Saúde, que é 1%, e mantém a cidade em estado de alerta, mesmo com a diminuição constatada em relação ao primeiro levantamento realizado em janeiro, quando foi verificado indicador de 3,3%.

Foram visitados 42 bairros entre os dias 2 e 6 de abril. Os que apresentaram maior incidência de infestação foram o Grogotó, Santa Maria, Funcionários, Santa Luzia e João Paulo II, que terão o trabalho contra o mosquito Aedes aegypti intensificado. Os focos foram encontrados principalmente em caixas d'água, pratos para vasos de plantas e pneus.

De janeiro a março deste ano, a Secretaria de Saúde de Barbacena teve 21 casos suspeitos de dengue, sendo 13 positivos. Nesse período não foram registrados casos de chikungunya e zika vírus no município.

De acordo com a Prefeitura, o LIRAa é um método simplificado de amostragem proposto com o objetivo de facilitar a obtenção, pelos serviços de saúde, de informações que contribuam para avaliação de programas mediante realização de pesquisas sistemáticas e periódicas. Permite ao gestor do programa local de controle da dengue o direcionamento das ações para as áreas apontadas como críticas, além de instrumentalizar a avaliação das atividades desenvolvidas, o que possibilita um melhor aproveitamento dos recursos humanos e materiais disponíveis.


Mais Lidos

Publicidades