Vítima de 17 anos foi atingido por disparos na perna e nádega, e por golpe na cabeça. Namorada do rapaz afirmou que o suspeito disse para ele se afastar e começou a atirar.

Um adolescente de 17 anos foi assassinado com disparos de arma de fogo e golpes de madeira no último sábado (10), após sair de uma festividade de Carnaval, na Avenida Cujubim, região central de Cujubim (RO), no Vale do Jamari.

Conforme a Polícia Militar (PM), a vítima e a namorada caminhavam pela via quando o suspeito chegou, efetuou vários disparos contra o jovem que caiu e em seguida desferiu golpes de madeira na cabeça dele. O suspeito do crime não foi localizado e a Polícia Civil investiga o caso.

De acordo com o boletim da ocorrência, uma guarnição policial foi informada por populares de que teriam ouvido disparos de arma de fogo entre a Avenida Cujubim com a Rua Canário e que uma vítima havia sido baleada. Os militares foram até o endereço e ao chegar, se depararam com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorrendo a vítima até o Hospital Municipal de Cujubim, e acompanharam a ambulância.

Na unidade hospitalar, os policiais foram informados pela médica plantonista que o adolescente não resistiu aos ferimentos. A médica ainda disse que o jovem foi atingido com golpes de madeira na região da cabeça, que o levou a uma fratura no crânio. O adolescente ainda apresentava duas perfurações na perna esquerda e duas na nádega direita.

Uma testemunha que estava no hospital disse aos policiais que a vítima estava na festa de Carnaval, no centro do município, quando em determinado momento avistou ele discutindo com outro homem.

A namorada do jovem relatou aos policiais que presenciou o crime e ao ser questionada, ela disse que os dois caminhavam pela avenida quando o suspeito se aproximou, sacou uma arma de fogo e disse para ela se afastar.

Posteriormente, a jovem disse que saiu correndo depois que o suspeito efetuou cerca de seis disparos contra o namorado, que caiu no local. A jovem ainda contou aos militares que quando retornava ao local, avistou o suspeito desferindo golpes de madeira contra a vítima.

Por meio de uma denúncia anônima, a PM foi informada sobre a identificação do suspeito e onde ele mora, mas ao chegar na casa, os policiais encontraram o imóvel com as portas abertas, mas não viram nem o suspeito e nem a arma utilizada no crime. O caso foi registrado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Cujubim, onde a Polícia Civil investiga o homicídio.


Siga-nos

 

Mais Lidos