'Caribe' servirá para conter a desvalorização do bolívar e será usada para a população adquirir alimentos de primeira necessidade.

A Prefeitura de Caracas lançou sua própria moeda, batizada como "caribe", para conter a desvalorização do bolívar, divisa oficial da Venezuela, e combater a crise econômica do país, garantindo que a população possa adquirir alimentos da cesta básica com preços justos.

"O caribe vai derrotar a guerra econômica imposta pela direita nacional. Temos que ser criativos, reconhecer o inimigo e combatê-lo em qualquer terreno. Por isso estamos mostrando nossa rebeldia: o caribe", disse a prefeita de Caracas, Érika Farías, em comunicado.

Farías explicou que, em princípio, a moeda servirá para que a população adquira alimentos de primeira necessidade em eventos organizados pela Prefeitura de Caracas.

O caribe equivale a mil bolívares (US$ 0,01, segundo a taxa de câmbio oficial). Foram apresentadas notas de 5, 10, 20, 50 e 100.

Essa não é a primeira moeda local criada na Venezuela desde o início da crise que afeta o país. Em dezembro do ano passado, uma comunidade no oeste de Caracas estabeleceu sua própria moeda, que equivale a 5 mil bolívares (US$ 0,08). O objetivo também era facilitar a aquisição de produtos.

Um dos principais problemas da crise é a hiperinflação. A previsão para 2018 é de um índice de cerca de 2.000%.


Mais Lidos

Publicidades