Invasores usam nome de organização fictícia de 'Naruto' e cobram recomposição orçamentária da universidade. UnB investiga ataque.

O site da Universidade de Brasília (UnB) foi alvo de um ataque hacker neste domingo (15) por um grupo que pede a recomposição orçamentária e a auditoria das finanças da universidade. A reitoria da instituição foi ocupada na quinta-feira (12) por estudantes com as mesmas reivindicações.

A autoria do ataque é desconhecida, mas os invasores se denominaram Akatsuki ? mesmo nome de uma organização fictícia do desenho japonês "Naruto". No anime, a Akatsuki é formada por criminosos que agem secretamente para dominar o mundo.

O problema foi notado pela primeira vez por usuários por volta das 16h de domingo. Em uma imagem fixada no topo da página, os hackers afirmam que querem ?um Ministério da Educação mais justo?. O grupo reivindica "direito ao orçamento prometido" e cobra explicações sobre a crise orçamentária que a UnB enfrenta (veja abaixo).

A UnB confirmou, por meio de nota, que houve uma tentativa de invasão e que, por isso, o site da UnB foi tirado do ar. A universidade não informou quais sistemas foram afetados e afirmou que o Centro de Informática (CPD) está investigando o caso. Até as 11h, não havia previsão de retorno do portal.

Esta é a segunda vez que um sistema da universidade cai apenas em abril. No último dia 7, a rede de internet da UnB ficou fora do ar da manhã até o início da noite, afetando o funcionamento do ensino à distância, do Restaurante Universitário e da Biblioteca Central. Segundo a universidade, a interrupção foi feita para manutenções de rotina.

Crise na UnB

Na última quinta-feira (12), a reitoria da UnB foi ocupada por cerca de 500 alunos que protestavam contra a crise financeira que a universidade enfrenta. O grupo afirmou que a queda no orçamento foi causada pela PEC 55, que limita os gastos federais à inflação do ano anterior.

A universidade alega que dos R$ 168 milhões arrecadados com aluguel de imóveis próprios, entre outras receitas, apenas R$ 110 milhões podem ser utilizados. O restante do dinheiro iria diretamente para os cofres da União. Por isso, medidas de austeridade como aumento dos preços do Restaurante Universitário e demissão de estagiários e terceirizados seriam tomadas.

Já o Ministério da Educação afirmou que o orçamento da UnB subiu de R$ 1,66 bilhão em 2017 para R$ 1,73 bilhão em 2018, e que a administração da universidade deveria otimizar os recursos recebidos.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

*Sob a supervisão de Maria Helena Martinho


Mais Lidos

Publicidades