Sem categoria

10 dicas de como abrir o próprio negócio

Ter o próprio negócio é o sonho de muita gente, afinal, empreender é sinônimo de ser o próprio chefe, fazer os horários que mais te agradam e ter um lucro maior. Há, ainda, aqueles que investem em alguma atividade a fim de obter uma renda extra e melhorar as finanças da casa.

Esse dinheiro pode ser usado para quitar dívidas, auxiliar nas despesas ou para você juntar em uma poupança, com outras finalidades.

Com o passar do tempo, esse trabalho pode se tornar a sua principal fonte de renda. Além de ter um lucro maior, você tem a oportunidade de trabalhar com o que gosta.

Seja como for, um negócio próprio é sempre uma boa pedida, desde que a pessoa saiba como investir nele. Para começar do jeito certo e prosperar, você precisa conhecer algumas estratégias.

Então, pelo fato de muitas pessoas não saberem como dar o primeiro passo, neste artigo, vamos dar 10 dias para abrir um negócio e explicar a importância de ter uma renda extra. Leia até o final.

Por que ter uma renda extra?

Uma renda extra é sempre bem-vinda, sendo que ela pode te ajudar em situações de emergência. Inclusive, os imprevistos fazem parte da nossa vida, entretanto, alguns podem fugir totalmente do orçamento.

Se você contar apenas com o salário, pode prejudicar suas finanças e até mesmo se endividar, principalmente se apelar para recursos como empréstimos e cartões de crédito.

Outro fator que tem impactado muitas pessoas, principalmente por conta da pandemia, é o desemprego. Organizações de todo o mundo, como uma empresa de segurança eletrônica, têm se reinventado para manter seus colaboradores.

Mas devido à instabilidade, o risco de ficar desempregado é muito grande. Então, se você tem um dinheiro a mais entrando, pode ficar mais tranquilo e se manter até conseguir uma nova colocação.

A renda extra é ainda mais importante para quem trabalha em períodos sazonais, como aluguel de imóveis para temporada. Ter um negócio te ajuda a ter dinheiro o ano todo, diminuindo as preocupações.

Essa renda também pode ser usada para quitar dívidas que você não está conseguindo pagar. Infelizmente, gastar mais do que o esperado é comum, principalmente no cartão de crédito.

Uma quantia a mais te ajuda a se livrar desse problema e evitar que seu nome seja incluído nos órgãos de proteção, com isso, você retoma o controle da sua vida financeira.

Ter uma renda extra com uma empresa de trabalho temporário ou fazendo alguma coisa em casa, também ajuda a melhorar o seu planejamento financeiro.

O dinheiro extra equilibra o orçamento e permite que a pessoa tenha respiro no final do mês. Por meio dele, é possível arcar com alguns gastos, como:

  • Luz;
  • Internet;
  • Água;
  • Aluguel;
  • Alimentação.

Além disso, você consegue identificar custos extras que estão prejudicando o orçamento familiar e que podem ser cortados.

Por exemplo, se você vai começar um trabalho extra apenas para pagar uma academia que você não frequenta ou gastos supérfluos, como jantar fora, talvez seja o momento de repensar.

Agora que você já sabe qual a importância da renda extra, no próximo tópico, vamos dar algumas dicas para abrir o seu negócio. Acompanhe!

Dicas essenciais para abrir um negócio

Antes de abrir um negócio, muitas pessoas têm dúvidas de como começar, principalmente, em relação a alguns pormenores, como planejamento tributário e fiscal. Para te ajudar, separamos algumas dicas essenciais. São elas:

1.    Fazer um plano de negócios

O plano de negócios é o primeiro passo para quem quer empreender, seja para ter uma renda extra ou para viver dele.

Defina onde a empresa deseja chegar e qual caminho vai percorrer para chegar até lá. Isso significa ter um objetivo e traçar metas para alcançá-lo.

2.    Calcular as despesas

Saiba o que você precisa para começar, listando os investimentos necessários, como compra de equipamentos e matéria-prima.

Não se esqueça de incluir outros gastos, pois toda empresa, como uma de terceirização de portaria e limpeza, precisa arcar com custos necessários para seu funcionamento.

3.    Pesquisar o público

É importante conhecer o seu público-alvo, ou seja, as pessoas que você vai servir, para que possa definir estratégias condizentes.

A internet é uma fonte inesgotável de informações, então, estude o caso de outras empresas do mesmo segmento que a sua e veja o perfil dos clientes que elas atendem.

Considere aspectos como faixa-etária, localização, o quanto costumam gastar e quais são as necessidades dessas pessoas.

4.    Ter um bom atendimento

Se você sabe quem é o seu público-alvo, então consegue oferecer um bom atendimento, e isso é essencial para conquistar clientes.

Evite expressões negativas e informações falsas, bem como também não ignore as reclamações dos clientes. Tais atitudes podem prejudicar sua reputação e a da empresa.

5.    Investir em marketing digital

O marketing digital é o principal recurso para divulgar marcas, produtos e serviços, sendo usado por empresas dos mais variados segmentos, como um fabricante de etiquetas para produtos.

É importante investir nele antes mesmo de começar, para que as pessoas saibam sobre seu trabalho. Você pode usar vários canais da web para divulgar o seu negócio, como:

  • Redes Sociais;
  • Site;
  • Blog;
  • E-mail;
  • Anúncios.

Também pode investir em várias estratégias diferentes, como marketing de conteúdo, SEO, dentre outros. O importante é começar de alguma maneira.

6.    Fazer pesquisa de mercado

Mesmo que você já consuma o produto ou serviço que vai oferecer, não significa que você conheça seu mercado. Se você quer que seu negócio seja um sucesso, precisa saber quais são as particularidades do setor.

É dessa forma que o empreendedor encontra oportunidades e minimiza os riscos que pode enfrentar ao longo do caminho.

Uma boa dica para conhecer seu mercado de atuação é conversar com pessoas que já atuam nele há um tempo. A internet também pode te ajudar a entender alguns pontos importantes.

7.    Ter diferencial competitivo

O diferencial competitivo é aquilo que diferencia você de seus concorrentes, sendo assim, está relacionado com noções de valor e preço.

O preço é o quanto você vai cobrar pelo produto ou serviço, ou seja, a quantia que seu cliente vai desembolsar para tê-lo.

O valor, por sua vez, é o modo como o consumidor percebe o produto, por exemplo, a importância que as placas de sinalização de segurança que pretende comprar têm para ele.

O valor é o que leva um cliente a pagar mais caro por algo que ele pode encontrar mais barato, e com qualidade semelhante. Se você agrega valor às suas soluções, conquista um diferencial competitivo fundamental, que além de atrair clientes, fideliza os que você já tem.

8.    Fazer boas parcerias

Fazer parceria com alguém que também esteja interessado em abrir um negócio é uma boa ideia, principalmente se os seus recursos estão um pouco escassos.

Dentre as soluções financeiras para empresas mais comuns está uma sociedade em que alguém entra com a ideia e outra pessoa arca com os investimentos iniciais.

No entanto, é importante ter cuidado na escolha e prefira alguém que tenha os mesmos objetivos que você. E não se esqueça de delimitar bem as responsabilidades de cada um.

9. Buscar financiamento

Se uma parceria financeira não for possível, talvez seja o momento de buscar um auxílio financeiro junto ao banco.

Se você precisa de um espaço apropriado para trabalhar, maquinários e matéria-prima, essas instituições financeiras podem te apoiar em um primeiro momento.

10.  Conhecer as questões burocráticas

Algumas pessoas ignoram as implicações burocráticas de abrir um novo negócio, entretanto, abrir uma empresa sem saber quais são os aspectos legais que regem essas atividades é um erro, que pode se transformar em um problema.

Além de conhecer tudo sobre revisão de impostos e assuntos relacionados ao fisco, é preciso saber tudo sobre as particularidades da sua atividade.

Por exemplo, se você vai trabalhar como cuidador de cachorros, deve saber quais raças devem andar de focinheira na rua. Ter esse conhecimento possibilita que seu novo negócio funcione de maneira 100% legal, e evita que você tenha outros problemas no futuro.

Conclusão

Um novo negócio pode servir para uma renda extra, mas se bem administrado, sem dúvida ele consegue crescer e dar lucros promissores.

Tudo vai depender do modo como você começou e da maneira como tocou adiante. O importante mesmo é dar o primeiro passo e tirar o projeto do papel.

Neste artigo, você entendeu um pouco mais sobre as vantagens de ter uma renda extra e como fazer para conquistá-la. Seguindo nossas dicas, seu empreendimento vai seguir rumo ao sucesso.    

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo