Sociedade

Construções sustentáveis: entenda como funciona e qual é a sua importância

As construções sustentáveis estão em alta, afinal, as pessoas estão cada vez mais conscientes dos impactos negativos de suas ações no meio ambiente.

Mas para construir esse tipo de imóvel, é necessário que ele seja econômico para o meio ambiente e para a sociedade, uma característica conhecida como ecoeficiente.

Estes aspectos precisam estar presentes desde a construção, durante o uso e, posteriormente, em caso de demolição. Justamente por conta disso, não é fácil construir algo 100% sustentável, mas é possível e fundamental.

A sociedade como um todo vem levantando questões referentes à importância da sustentabilidade, e no dia a dia, pessoas, governos e empresas desenvolvem maneiras de proteger o meio ambiente.

Isso é essencial para garantir que as gerações futuras tenham acesso a todos os recursos naturais, portanto, para que possam ter qualidade de vida.

O planeta já vem mostrando várias consequências ruins por conta da ganância humana, mas a boa notícia é que é possível minimizar esses impactos, e as construções sustentáveis representam uma solução.

Neste artigo, vamos explicar o conceito de construção sustentável, seu impacto na engenharia, as vantagens que ela traz, além de listar alguns materiais usados nesses projetos.

Definindo construções sustentáveis

A população mundial cresceu muito nas últimas décadas, e juntando isso à industrialização e à globalização, a humanidade vem usando cada vez mais recursos naturais, o que gera impactos negativos no meio ambiente.

Por conta disso, existe um grande incentivo para a construção de projetos econômicos no que diz respeito aos quesitos ambientais e sociais, além da conscientização da população.

A sociedade, entidades políticas e organizações, como no caso de uma empresa de prestação de serviços de limpeza para condomínios, buscam maneiras de amenizar os impactos na natureza.

A construção sustentável é uma solução, pois todas as suas etapas envolvem um planejamento estruturado, que seleciona bem os materiais usados e prefere uma produção menos agressiva.

Consequentemente, os impactos ambientais são menores, o processo de construção é mais eficiente, além de reduzir o uso de recursos e a produção de resíduos.

Em vista disso, a construção sustentável consiste em práticas conscientes em todas as fases da obra, durante sua vida útil e até mesmo em casos de demolição.

Ela evita qualquer tipo de dano ao seu redor, proporciona uma boa relação com os trabalhadores, dentre outros benefícios, como:

  • Canteiro de obras sustentável;
  • Aproveitamento de recursos naturais;
  • Economia hídrica;
  • Ventilação de qualidade na edificação.

Tudo isso também proporciona bem-estar para os usuários, conforto térmico e acústico, qualidade no processo de construção, durabilidade da edificação, uso de tecnologias de baixo impacto, entre outros.

Impactos na engenharia

Várias soluções encontradas no mercado, como lavagem de cortinas a seco, se mostram sustentáveis e conscientes e elas geram impactos em seus mercados.

Da mesma forma, as construções sustentáveis também são impactantes para a engenharia, afinal, os materiais utilizados são diferentes daqueles que estão presentes em outros projetos.

Por conta disso, o planejamento, a construção e a manutenção funcionam de maneira diferente, o que gera impactos em vários setores.

O profissional precisa de um conhecimento mais amplo, de modo a determinar composições de custo e oferecer ao cliente uma estimativa realista.

Nesse âmbito, o engenheiro de custos tem um papel fundamental, visto que essa etapa é bastante modificada e impactada, pois não existem muitas informações detalhadas.

Depois que a etapa é concluída, também é necessário contar com um profissional experiente e treinado para colocá-la em prática.

Outro fator de destaque é que a construção sustentável traz uma abordagem mais harmônica com o meio ambiente, desde o início da construção até o uso do imóvel.

Todos os materiais usados, como cabeamento estruturado fibra óptica, visam a redução dos impactos ambientais e os recursos naturais são usados com mais eficiência.

Consequentemente, os resíduos são menores, a reciclagem é maior e existe um bom aproveitamento da iluminação natural e o uso racional da água.

Isso acaba proporcionando a manutenção dos recursos naturais para as gerações futuras, o que traz benefícios para a própria construção civil e a continuidade de suas atividades.

Vantagens das construções sustentáveis

Existem muitas vantagens na construção sustentável e elas se traduzem em motivos para investir nesse tipo de obra.

A construção civil gera muitos resíduos sólidos no planeta, para se ter uma ideia, ele corresponde a 50% de toda a produção mundial, o que traz muitos prejuízos para o meio ambiente.

A construção sustentável, por sua vez, abre caminhos para repensar várias vertentes importantes, desde a segurança do trabalho dos profissionais envolvidos até o aproveitamento dos recursos naturais.

Esse conceito traz mudanças necessárias que priorizam a inovação, a qualidade de vida e o bem-estar da sociedade, além de um cuidado excepcional com o meio ambiente.

No mundo todo, engenheiros e arquitetos estão cada vez mais dispostos a apostar nessa tendência, e o Brasil está em quarto lugar no ranking dos países que mais desenvolvem projetos sustentáveis.

Sem dúvidas, isso é motivo de orgulho para o país, que já recebeu mais de 460 certificações LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) ou Liderança em Energia e Design Ambiental.

Só que muito mais do que valorizar a imagem do país lá fora, as construções sustentáveis trazem muitas outras vantagens, como a redução do consumo e os custos de matéria-prima.

Ela também proporciona bom aproveitamento de recursos, previne o desperdício de materiais, reduz a produção de resíduos sólidos e promove economia de mão de obra, por meio da aplicação de materiais leves e práticos.

Em condomínios com sorteio de vaga de garagem, as edificações têm menos peso estrutural e maior resistência. Esse tipo de construção reduz os gastos energéticos com climatização e iluminação, e os ambientes são mais agradáveis e atraentes.

As obras também são mais rápidas e atendem aos prazos, mesmo com o menor custo de manutenção e com projetos mais valorizados pelo mercado.

É importante lembrar que a construção sustentável está dentro de um mercado que se desenvolve cada vez mais financeiramente, movimentando grandes quantias e gerando empregos.

Contudo, para que o projeto seja realmente sustentável, é necessário utilizar alguns materiais específicos.

Materiais usados nas construções sustentáveis

Se você quer começar um projeto de construção sustentável, saiba que existem alguns materiais que precisam entrar no planejamento. São eles:

1 – Materiais biodegradáveis

Tudo o que for usado no acabamento pode possuir petróleo e outros compostos poluentes e tóxicos, como no caso das tintas, solventes, colas e impermeabilizantes.

Além de investir em empresas de licenciamento ambiental para construir seu projeto, procure evitar materiais com esses componentes.

Muitos fabricantes já perceberam as agressões que eles podem provocar e passaram a criar versões ecológicas, como as tintas biodegradáveis, compostas por pigmentos naturais, proteína do leite e minerais.

2 – Tijolos ecológicos

O tijolo ecológico já faz parte das construções brasileiras há um tempo, e é produzido por meio de areia, resíduos de construção, água e cimento.

Eles são sustentáveis por conta de seu processo de fabricação, pois não é necessário o uso de forno ou queima de madeira, uma vez que tudo é feito em uma prensa hidráulica.

Seu formato também é vantajoso, pois possui uma trava que garante o encaixe perfeito e reduz o uso de argamassa.

Esse tipo de tijolo proporciona também conforto acústico, ideal para imóveis em grandes centros e para que os moradores possam usufruir dos espaços, com um sofá de vime para sala.

3 – Lâmpada de LED

As lâmpadas de LED duram cerca de 25 vezes mais do que as lâmpadas incandescentes, e cerca de 4 vezes mais do que as lâmpadas fluorescentes.

Além de serem mais econômicas também são a melhor opção de iluminação, pois são eficientes, dissipam menos calor e têm vida útil maior.

Embora seu custo seja um pouco mais alto, lembre-se de que a troca é muito menos frequente, além de trazer economia na conta de energia.

4 – Bloco de adobe

O bloco de adobe também é uma alternativa sustentável e muito presente nos principais estados brasileiros.

Esse material também foi utilizado na construção da Muralha da China, uma edificação que já tem mais de 5.000 anos. Trata-se de um molde proveniente de mistura de água, terra, palha e esterco, podendo ser feito na própria obra.

Considerações finais

As construções sustentáveis podem contar com sacada de vidro temperado e outros elementos, excluindo materiais tóxicos e prejudiciais para o meio ambiente.

É papel de todos investir em maneiras de cuidar melhor da natureza e garantir que as próximas gerações possam usufruir dos mesmos recursos que usufruímos hoje.

Uma obra sustentável tem mais valor de mercado, dura muito mais tempo e evita danos que prejudicam a qualidade de vida da sociedade como um todo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo