Sem categoria

Energia solar: conheça os componentes essenciais do sistema

A energia solar é uma fonte diferente, renovável e sustentável que vem da radiação eletromagnética, luz e calor emanados diariamente pelo sol.

Ela pode ser utilizada por diferentes tecnologias, como aquecedores solares, painéis fotovoltaicos, entre outros.

Atualmente, a definição de energia solar é normalmente associada à geração limpa de eletricidade pelos painéis de energia fotovoltaica (painéis fotovoltaicos), que fazem a transformação da luz do sol diretamente em energia elétrica. 

A energia solar fotovoltaica, quando as partículas de energia da luz do sol (fótons) chegam, por exemplo, em um painel solar para ar condicionado, ocorre a geração de uma corrente elétrica que pode ser direcionada e utilizada para alimentar o ar-condicionado.

Mas, não só ele, também pode chegar sobre painéis solares, no geral, para alimentar residências, indústrias, entre outros, tanto na cidade quanto na área rural.

O presente artigo vai tratar sobre vários pontos envolvendo o uso de energia solar, sua importância e como ela funciona nas residências.

Qual a importância da energia solar?

O Sol é a nossa maior fonte de energia e um componente importante para o progresso da humanidade. 

A utilização dele para a geração de energia elétrica nos permite a diminuição do uso de fontes fósseis, conservando com isso, o nosso meio ambiente.

Sabe-se que o Sol, que já é utilizado há muito tempo para esquentar a água por meio do seu efeito térmico, hoje em dia também é fonte de energia elétrica a partir da luz solar pelo efeito fotovoltaico. 

Atualmente, também já existe o quanto custa um aquecedor solar, a energia solar tem sido a fonte para muitos aparelhos que vem surgindo na indústria desse ramo.

Este sistema formado com módulos fotovoltaicos, inversor e outros componentes transforma esta irradiação solar em energia elétrica. Com um investimento, que tem um retorno médio de mais ou menos 5 anos.

O consumidor vai ter a geração própria pelos próximos longos 25 anos no mínimo, sendo desse modo um investimento muito rentável.

A energia solar é renovável e inesgotável como se fosse um biombo de escritório, pois a função do biombo é renovar o ambiente, e por este fator, seu uso tem sido utilizado e projetado como uma das mais viáveis alternativas de fonte energética. 

Fazendo diminuir gradativamente o crescimento de usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares, que podem degradar de forma muito catastrófica o meio ambiente e para vida humana em um todo.

Portanto, falando em vida humana, a energia solar é usada na sinalização estacionamento deficientes, eles usam letreiros com painéis fotovoltaicos.

Visto que possibilita a geração de energia elétrica e o letreiro funcione bem, ajudando o meio ambiente e a vida humana.

A energia solar fotovoltaica acabou se tornando muito popular nos últimos anos, como no caso da geração distribuída, sendo energia limpa sem a emissão de CO2, que é o dióxido de carbono.

De fácil instalação em tetos ou no solo, livre de sombreamentos, de raso ou nenhum impacto no meio ambiente. 

Ela é acessível a todo consumidor como opção economicamente melhor, pois reduz de forma significativa o peso das variações tarifárias das distribuidoras de energia, chamada de inflação energética. 

Por não ter partes móveis, o sistema tem um nível muito raso de danos. A manutenção do sistema essencialmente precisa de uma lavagem da superfície dos módulos fotovoltaicos, para retirar o acúmulo de resíduos que pesa na produção da energia.

É indicado de uma a duas vezes ao ano, dependendo do local de instalação, pois a água da chuva já contribui para a limpeza naturalmente.

Isso tudo para proteger os equipamentos que estão sendo usados para gerar energia solar, como faz a impermeabilização piscina elevada, que protege a piscina.

Deve ser realizada uma vistoria com alguma frequência, por um profissional habilitado, para verificar as conexões e as condições dos elementos do sistema.

E o sistema fotovoltaico pode também ser continuamente observado remotamente, inclusive por aplicativo de celular, o que ajuda na verificação em tempo real da produção de energia elétrica.

Em uma realidade onde cada vez mais há a preocupação com a conservação da natureza e sustentabilidade, procurar meios tecnológicos para manter a qualidade de vida são atitudes mais do que essenciais para deixarmos um exemplo para as próximas gerações.

Como implementar a energia solar residencial?

Uma das grandes preocupações de todos são os valores das tarifas de energia elétrica. Assim, a população está buscando por soluções alternativas, como a energia solar residencial.

Reduzir os custos de energia elétrica para as pessoas é melhor que colocar piso cimentício antiderrapante.

Para deixar garantido o sucesso desse investimento, é muito importante se lembrar que a eficiência e a segurança de um sistema fotovoltaico dependem de muitos fatores, tais como um bom projeto de implementação e a qualidade dos materiais utilizados.

Componentes essenciais do sistema de energia solar

Para compreender o processo de geração de energia solar, é necessário conhecer quais são os elementos de um sistema fotovoltaico e a função da cada um deles. 

Além disso, é necessário saber quais são os tipos de sistema existentes e a diferença deles.

1. Os Sistemas fotovoltaicos

Os sistemas de geração de energia solar devem ser on-grid ou off-grid. A diferença central entre eles está na destinação dada à produção excedente de energia solar, ou seja, àquela que não é utilizada de imediato.

2. O On-grid

É Também conhecida por grid-tie, este modelo de geração de energia solar tem como central característica a conexão à rede pública. 

Assim, toda a eletricidade que é produzida e não é imediatamente utilizada vai para a rede de abastecimento tradicional e é transformada em créditos para o consumidor.

Por outro lado, no caso do sistema não ser capaz de produzir a energia essencial ao abastecimento do imóvel, a rede pública fornece a quantidade que faltou. 

Assim, o valor a ser pago às concessionárias de energia será a diferença entre o que foi produzido pelos painéis fotovoltaicos, ou seja, os créditos colocados na rede, e a quantidade fornecida pela distribuidora.

Além da geração de créditos, o sistema on-grid é bom por não necessitar da instalação de nenhum subsistema de armazenamento, o que o torna mais eficiente, cerca de 30%, e mais chamativo, em termos de custo-benefício, que os sistemas autônomos ou off-grid.

É como a construção piscina concreto, os benefícios são evidentes, a duração da piscina de concreto, pois vai durar por décadas a piscina sem problemas, e o custo-benefício é bom.

3. O Off-grid

Em contramão do modelo anterior, o sistema off-grid não é conectado à rede pública de fornecimento de energia. 

Assim, toda e qualquer eletricidade gerada e não consumida imediatamente não vai para a rede, mas fica armazenada em baterias estacionárias.

Que fazem o abastecimento do imóvel nos momentos em que a incidência de luz solar nas placas fotovoltaicas é baixa ou inexistente, como nas horas nubladas e noturnas

4. Painel solar

Um dos componentes centrais dos sistemas fotovoltaicos é o painel de energia solar, conhecido também por módulo fotovoltaico. 

Eles são feitos de materiais semicondutores que têm a função de receber a luz solar e transformá-la em corrente elétrica.

Há vários tipos de placas solares dentro do mercado, entre as escolhas, destacam-se os painéis de:

  1. Silício monocristalino;
  2. O silício policristalino é mais barato que o anterior;
  3. Silício amorfo;
  4. Filme fino.

Além da composição, há escolhas de painéis com tamanhos, potência e tensões diversas.

A opção deve ser feita com base na quantidade de energia que se quer produzir, pois a eficiência do sistema está essencialmente ligada à qualidade e desempenho das células.

Funcionamento da energia solar residencial

Vê-se que a energia solar residencial funciona quando chega a luz do sol nos equipamentos específicos que podem captá-la e transformá-la em eletricidade. 

Por exemplo, um portão automático galvanizado conectado à rede elétrica da casa, pode funcionar a base de energia solar. Pois, ele vai estar usufruindo dessa energia transformada em corrente elétrica.

Os sistemas solares fotovoltaicos são os responsáveis por essa recepção e transformação que produz a energia elétrica para ser utilizada nas casas em áreas rurais ou urbanas.

As placas fotovoltaicas recebem os raios solares e os envia para o inversor, um aparelho que tem a capacidade de converter a corrente contínua em alternada 

Em seguida, a energia é direcionada para o quadro de luz do imóvel, de forma que possa ser distribuída para o consumo. O sistema é conectado à rede elétrica da residência.

Se a eletricidade gerada pelo sistema não for integralmente consumida pelo consumidor, será emprestada para a distribuidora. 

Assim, vai acabar gerar créditos energéticos que poderão ser abatidos da energia consumida em períodos de pouca luminosidade solar ou à noite. Trata-se de um tipo de compensação criada pela Agência Nacional de Energia Elétrica

Considerações finais

Sendo assim, fica entendido a importância de um sistema de energia elétrica, que trás muitos benefícios para a residência, principalmente, na economia de energia elétrica. Pois, não será gasto muito além da energia solar que é gratuita. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo