Com os filhos na cama mais cedo, é possível ter mais tempo para cuidar de si mesma

Colocar os pequenos para dormir cedo pode fazer com que eles descansem mais e tenham um relógio biológico saudável. Entretanto, nem sempre essa é uma tarefa simples, já que muitas crianças são elétricas e se recusam a ir para a cama cedo.

LeManna (Shutterstock)
LeManna (Shutterstock)
Foto: Getty Images / Minha Vida

Entretanto, o grupo Growing Up In Australia provou que o esforço para as crianças dormirem cedo é válido, já que potencializa a saúde física e mental das mães. Quando os pequenos estão na cama, a mãe tem tempo para cuidar de si.

Como o estudo foi feito

O estudo teve a participação de dez mil famílias e contou com o apoio do Departamento de Serviços Sociais Australiano e o Instituto de Estudo de Famílias Australiano. A cada dois anos, dados eram coletados das famílias envolvidas na pesquisa.

Através de entrevistas, eles eram questionados acerca de sua saúde física e mental. Entre 2003 e 2004, também foram analisadas crianças de zero a cinco anos de idade. Chegou-se a conclusão de que crianças que dormiam mais cedo e tinham no mínimo oito horas por sono ficavam menos doentes.

Resultados

Os pesquisadores também descobriram que mulheres com filhos têm maiores probabilidades de sofrerem privação de sono. Ao privar-se do sono, a mãe fica suscetível a ter dificuldades para pensar, reagir às situações do dia a dia e a formar pensamentos.

A privação do sono também causa irritabilidade, depressão e ansiedade.

Como fazer os filhos dormirem mais cedo

A psicoterapêuta Evelyn Vinocur dá algumas dicas para fazer os pequenos irem para a cama mais cedo. Veja a seguir:

1. Estabeleça horários

Usar o relógio como guia pode ajudar seu filho a ir para cama sem problemas. Quando a criança entende que ela tem hora pré-definida para dormir, ela naturalmente programa melhor o seu tempo e passa a dividir as suas tarefas dentro do período em que, certamente, fica acordada.

2. Atente-se às brincadeiras

Apostar em brincadeiras mais leves ao final da tarde é perfeito, principalmente as que estimulam o sono, como jogos de carta. Já as atividades muito intensas e motivantes não devem ser praticadas muito próximas da hora de dormir, pois costumam tirar o sono da criança, a exemplo de videogames, internet, brincadeiras de correr e danças com músicas eletrizantes.

3. Companhia para os bocejos

Escolher um objeto que funcione como aviso da hora de dormir é uma ótima escolha. Travesseiros, fraldas e brinquedos ajudam a criançada a entender que é hora de pegar no sono. Existe criança que faz questão de dormir com seu boneco preferido ou um bichinho de pelúcia. Não faz mal algum, ao contrário afirma a especialista.

4. Não coloque a criança no seu quarto

Crianças que dormem com os pais podem apresentar vários problemas, como insegurança constante, ansiedade e problemas psicossomáticos. Sem esquecer a falta de privacidade que os pais acabam sofrendo e os abalos que isso pode causar na relação. Não proíba a criança de visitar sua cama, mas estabeleça limites e só permita que ela durma entre os pais em situações de emergência (como uma doença grave, que exija cuidados permanentes).

5. Não force

Enquanto os horários não forem seguidos, paciência. Se o pequeno não apresentar nenhum sinal de sonolência, não vai adiantar deixá-lo horas no quarto. Leve a criança para dormir somente quando o sono chegar. Ficar deitado e acordado na cama por muito tempo não ajuda na qualidade do sono.

Para saber mais dicas que estimulam o seu filho a dormir mais cedo, clique aqui.

Minha Vida

Mais Lidos