Osklen, Modem e João Pimenta apresentaram suas coleções

Abrindo os desfiles do dia da 46a edição da São Paulo Fashion Week, a Osklen apresentou sua coleção para o verão 2019, batizada de "Oceans ASAP", uma continuidade a seu manifesto por sustentabilidade - dessa vez, focando na preservação dos oceanos. Sobre a passarela, uma espécie de linha do tempo contando as medidas de impacto ambiental positivo tomadas pela grife ao longo de sua história - homens e mulheres desfilaram peças que lembram a relação das pessoas com os mares, principalmente de surfistas, pescadores e mergulhadores. O gorro vermelho foi uma homenagem ao cineasta Jacque Cousteau. "Gosto de começar com os clássicos, de concreto, de forma, de cores, e a partir disso desenvolver", conta o estilista Oskar Metsavaht. "Os tons primários estão contrastantes com o a cor do mar."

Desfile do João Pimenta na São Paulo Fashion Week
Desfile do João Pimenta na São Paulo Fashion Week
Foto: Agência Fotosite/Divulgação / Estadão Conteúdo

Algodão, seda, linho e tricô foram os materiais protagonistas das roupas, que combinam shapes amplos e fluidos a elementos urbanos.

Especialista em couro, Patricia Vieira apresentou sua coleção de inverno 2019 inspirada na riqueza de cores e texturas encontradas no Peru. Para ajudar a traduzir suas referências, convidou a designer Natalia rios, especialista em bordados. Entre suas contribuições estão o vestido de tule bordado com flores de couro e a jaqueta com aplicações que levou 320 horas para ficar pronta. No centro da passarela, artesãs do ateliê da marca trabalharam durante o desfile.

Com um casting estrelado, que incluiu a atriz Deborah Secco, o top Marlon Teixeira e os influenciadores Leo Picon e Ellen Milgrau, a Torinno apresentou uma coleção construída sobre três pilares: floresta, exército e demolição.

As estampas em 3D, ponto forte da marca, que apareceu em peças de nylon, foram pensadas como pisos partidos. Na parte de alfaiataria e na casual, uniformes utilitários foram destaque. Na cartela de cores, tons apagados contrastavam com vibrantes - azul marinho com laranja e verde militar com abacate.

O trabalho do arquiteto Rodrigo Ohtake foi o ponto de partida de André Boffano, estilista da Modem, para seu segundo desfile na São Paulo Fashion Week, que apresentou uma coleção repleta de padronagens multicoloridas que faziam referência a arte contemporânea. As peças com modelagem estruturada e alongadas, com recortes inusitados e assimetrias, foram construídas com diversos tipos de couro, tricôs elaborados e tecidos tecnológicos. Ohtake ficou responsável pela cenografia do evento, com tapeçarias coloridas, e fez interferências artísticas em peças selecionadas.

Para sua coleção feminina, João Pimenta fechou uma parceria com o Sou de Algodão, projeto de incentivo ao uso da matéria-prima pela indústria brasileira. O estilista explorou a versatilidade do material, que permeou a maior parte da coleção e virou bordado em algumas peças, utilizando de outros tecidos naturais como couro vegano e o Absolut Eco, um jeans da Vicunha que utiliza 95% menos água. As roupas eram cheias de camadas e babados, ultra femininas, e a cartela de cores foi do vermelho ao marrom, passando pelo rosa chiclete e amarelo canário.

Estadão Conteúdo

Mais Lidos