Empresa vai vender console parcelado por 24 meses junto a serviços de assinatura mensal, como rede online e 'Netflix dos games'; promoção, chamada de All Access, mostra foco em serviços

A Microsoft anunciou nesta semana a criação de um novo serviço de assinatura nos EUA para os fãs de games. Chamado de Xbox All Access, o plano dura 24 meses (dois anos) e custa entre US$ 22 e US$ 35. No pacote, além dos serviços de assinatura Xbox Game Pass (uma espécie de Netflix dos games, com biblioteca de mais de 100 jogos ) e da Live Gold (rede para partidas online), a empresa também vai vender um console parcelado.

Há dois planos diferentes: o de US$ 22 inclui um Xbox One S; já o de US$ 35, um Xbox One X, versão superior do aparelho com suporte a jogos em resolução 4K e High Dynamic Range (HDR). Por enquanto, o serviço estará disponível só nos EUA.

Ao final dos dois anos, o usuário se torna dono do videogame e pode optar por continuar com as assinaturas da Live Gold e/ou do Game Pass. É uma boa economia: no Xbox One X, o usuário economiza US$ 20; já na versão com o Xbox One S, o desconto é de US$ 130.

Para o usuário brasileiro, o parcelamento pode não parecer uma grande novidade. Nos EUA, onde essa prática não é comum, porém, é uma estratégia interessante.

Além disso, ao transformar a venda de um produto em um serviço com pagamento mensal, a Microsoft reforça sua tática de apostar em serviços - nos últimos anos, mesmo com a empresa estando atrás da rival Sony na venda de consoles, a companhia de Redmond tem conseguido bons resultados em sua divisão de games graças às assinaturas da rede Xbox Live Gold.

Estadão Conteúdo

Mais Lidos