Em 2016, Aldir Blanc festejou 70 anos de vida. Um dos tributos foi o show que a cantora carioca Dorina estreou em junho daquele ano no Teatro Ziembinski, no Rio de Janeiro (RJ), cidade natal do compositor. Foi nesse mesmo teatro, situado na Zona Norte carioca que abriga o letrista de escrita fina e afiada, que a artista fez o registro audiovisual do show Dorina canta sambas de Aldir & ouvir em setembro de 2016.

O CD ao vivo foi lançado bem no fim daquele ano de 2016. Já o DVD, previsto inicialmente para 2017, chega efetivamente ao mercado fonográfico neste primeiro trimestre de 2018 em edição da gravadora Fina Flor distribuída via Canal 3. No show visto no DVD e feito sob a direção musical de Paulão Sete Cordas, autor dos arranjos tocadas pelo trio formado por Paulão com Ramon Aráujo (violão) e Rodrigo Reis (percussão), a cantora dá voz a 22 composições de Aldir, assinadas com parceiros como João Bosco, Guinga, Cristovão Bastos, Moacyr Luz e Moyseis Marques, entre outros.

Estruturado em quatro quadros, o roteiro do show perpetuado no DVD Dorina canta sambas de Aldir & ouvir ao vivo inclui duas músicas, Pretinho básico (Moyseis Marques e Aldir Blanc) e Saindo à francesa (Moacyr Luz, Luiz Carlos da Vila e Aldir Blanc), que tiveram os primeiros registros fonográficos na voz de Dorina a partir da gravação do show "em homenagem ao ourives das palavras Aldir Blanc", como exposto na capa do DVD. Eis o roteiro visto e ouvido no DVD em que Dorina canta Aldir Blanc:

Quadro 1 ? Política

1. Cravo e ferradura (Cristóvão Bastos, Clarisse Grova e Aldir Blanc, 1997)

2. O ronco da cuíca (João Bosco e Aldir Blanc, 1975) /

3. De frente pro crime (João Bosco e Aldir Blanc, 1974)

4. Plataforma (João Bosco e Aldir Blanc, 1977)

5. O mestre-sala dos mares (João Bosco e Aldir Blanc, 1974)

Quadro 2 - Amor, paixão, saudade e dor

6. Navalha (João Bosco e Aldir Blanc, 2009)

7. Suave veneno (Cristóvão Bastos e Aldir Blanc, 1999)

8. Altos e baixos (Sueli Costa e Aldir Blanc, 1979)

9. Pretinho básico (Moyseis Marques e Aldir Blanc) ? música inédita

10. Pra que pedir perdão? (Moacyr Luz e Aldir Blanc, 1998)

Quadro 3 ? Amigos e homenagens

11. Choro pro Zé (Guinga e Aldir Blanc, 1993) - Número instrumental

12. Saindo à francesa (Moacyr Luiz, Luiz Carlos da Vila e Aldir Blanc) - música inédita

13. Flores em vida (Moacyr Luz e Aldir Blanc, 1995)

14. Anjo da velha guarda (Moacyr Luz e Aldir Blanc, 1998)

15. Medalha de São Jorge (Moacyr Luiz e Aldir Blanc, 1992)

Quadro 4 ? Pra sambar

16. Mandingueiro (Moacyr Luz e Aldir Blanc, 1992)

17. Imperial (Wilson das Neves e Aldir Blanc, 2004)

18. Nação (João Bosco, Aldir Blanc e Paulo Emílio, 1982)

19. Linha de passe (João Bosco, Aldir Blanc e Paulo Emílio, 1979)

20. Saudades da Guanabara (Moacyr Luz, Aldir Blanc e Paulo César Pinheiro, 1989)

Bis:

21: O bêbado e a equilibrista (João Bosco e Aldir Blanc, 1979)

22. Cabô, meu pai (Moacyr Luz, Luiz Carlos da Vila e Aldir Blanc, 2003)


Mais Lidos

Publicidades