Alberto Moreira estudou na escola João Cursino, fez a graduação no ITA e depois conseguiu uma bolsa de mestrado na Europa. Lá, trabalho chamou atenção da Agência Espacial da Alemanha.

Durante um vôo solitário, em um planador, o joseense Alberto Moreira, de 56 anos, sonhou alto - fazer um mapa em três dimensões do planeta Terra. Mas na época, em 1986, o recém-formado engenheiro do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos, não tinha recursos para isso.

A saída foi estudar ainda mais e obter uma bolsa pra um curso de mestrado na Alemanha. Se mudou pra lá com a esposa e o sonho começou a se tornar real.

Alberto ingressou n Agência Espacial da Alemanha. Logo integrou a equipe do instituto e o conhecimento do brasileiro chamou a atenção dos alemães.

Em pouco tempo ele se tornou diretor do centro de radares da agência. Esse foi o primeiro passo do projeto TanDEM-X. Basicamente, dois radares fazem o mapeamento do planeta. Eles estão em órbita a 500 quilômetros de altura, um ao lado do outro.

"Esses satélites têm um radar em cada um deles. Os dois transmitem ondas de microondas e a gente recebe o eco. É igual ao morcego. O morcego dá um berro e recebe o eco e com as duas orelhas ele consegue localizar o inseto com precisão de milímetros. E os radares funcionam do mesmo jeito", explica o engenheiro.

Esse mapeamento revelou detalhes do desmatamento na Amazônia Boliviana e também a comprovação em três dimensões do derretimento das geleiras.

Trajetória

Antes de ingressar no ITA, Alberto estudou na escola estadual João Cursino, em São José dos Campos. E, sempre que pode, ele procura voltar pra cidade, durante as férias. "Eu amo o Brasil. É o meu lugar preferido pra visitar durante as férias", afirmou.

E o sonho do joseense é poder ver melhor a cidade que serviu de inspiração pra esse sonho de ver o planeta em três dimensões. "Ainda vou tirar uma imagem de três dimensões de São José dos Campos e ver se eu acho alguma coisa especial. E eu tenho certeza que quando eu ver essas imagens do TanDEM-X em 3d dimensões eu vou ficar apaixonado", concluiu.

Cientista de São José chefiou projeto de mapeamento em 3D do planeta Terra


Mais Lidos