Atriz e diretor foram parceiros profissionais e chegaram a namorar. Cineasta foi denunciado pela filha, que diz ter sido molestada aos 7 anos de idade.

A atriz Diane Keaton usou as redes sociais para defender o diretor Woody Allen, acusado pela filha Dylan Farrow de abuso sexual. "Woody Allen é meu amigo e continuo acreditando nele", escreveu.

Keaton e Allen mantiveram uma intensa parceria profissional nos anos 1970 e chegaram a namorar. A atriz ganhou um Oscar por "Noivo neurótico, noiva nervosa" (1977), dirigido pelo cineasta.

Na publicação, ela compartilhou uma entrevista concedida por Allen, em 1992, ao programa de TV americano "60 Minutes", em que nega ter abusado da filha.

Escândalo em Hollywood

A acusação contra o diretor existe há décadas, mas ganhou força nos últimos meses em meio ao escândalo gerado por relatos de assédio e violência sexual envolvendo nomes conhecidos de Hollywood.

Neste mês, em sua primeira entrevista para a TV sobre o caso, no programa "CBS This Morning", Dylan relatou que sofreu o abuso aos sete anos de idade.

"Eu sou confiável e eu estou dizendo a verdade, e acho que é importante que as pessoas percebam que uma vítima, uma acusadora, importa. E que são suficientes para mudar as coisas", afirmou.

O diretor já negou repetidas vezes a acusação. Dylan foi adotada por Woody Allen e Mia Farrow em 1992.


Mais Lidos

Publicidades