Michael Shawn, de 43 anos, foi preso com uma faca perto de local onde cantora iria se apresentar em Orlando; polícia diz que ele mandou mensagens ameaçadoras.

Um homem foi preso em Orlando, nos EUA, por perseguir e ameaçar sequestrar a cantora Lana Del Rey. Ele foi detido ao lado do local onde a artista faria um show na noite de sexta-feira (2).

Michael Hunt, de 43 anos, tinha uma faca e ingressos para o show. Ele não chegou a ter contato direto com Lana Del Rey, segundo a polícia.

A polícia não detalhou o conteúdo das ameaças, nem confirmou se a denúncia foi feita pela própria cantora.

O jornal local "Orlando Sentinel" diz que Michael fez uma série de postagens em redes sociais que podem ter sido base para o alerta da polícia.

"Quero ver minha rainha na sexta-feira e deste dia em diante, nossas decisões serão uma só", ele escreveu no domingo.

Em outro post, ele disse que Lana "conhece meu rosto em seus sonhos" e que "ela será minha para sempre". Nos comentários, uma amiga dele desejou boa sorte ao "casal".

"Estou tão feliz por você, Michael Hunt. Espero que ela te faça feliz quando você finalmente a perseguir e colocar as mãos nela", comentou uma amiga. Ele reagiu ao comentário com um "coração".

Michael Hunt tem diversos antecedentes criminais, como roubo, fraude e posse de drogas e armas, diz o "Orlando Sentinel". Em comunicado na noite de sábado (3), a polícia de Orlando disse que ele continuava detido.

Cantora diz que está bem

Após a divulgação da notícia sobre a prisão, Lana Del Rey falou com os fãs pelo Twitter. "Ei, garotos, estou bem, obrigado pelas mensagens", ela escreveu.

Show no Brasil

Lana Del Rey é uma das atrações do festival Lollapalooza em São Paulo. Ela se apresenta no dia 25 de março, último dos três dias do evento - veja a programação.


Mais Lidos

Publicidades