Estilo de vida

Estilo: Entenda o que suas roupas falam por você

As roupas são parte da identidade de quem veste, e elas comunicam traços que são impossíveis de serem ditos pela própria boca de quem veste. Tendo isso em vista, critérios como moda e estilo passam de coisas secundárias à essenciais na sociedade.

Da mesma forma como a fachada de uma loja que seja malfeita ou mal cuidada pode comunicar ao público uma imagem ruim do estabelecimento, ainda que ele seja o mais lindo do mundo por dentro ou tenha os melhores produtos em estoque.

No mesmo sentido, a fachada de loja feminina pode ser comparada às roupas com que uma mulher se apresenta, seja na rua, em casa, durante o lazer ou no ambiente de trabalho.

As vestimentas utilizadas por alguém, independente da personalidade da pessoa ou do tipo de ambiente frequentado, são definitivos no que diz respeito a como essa pessoa será vista, interpretada, bem como do que irão falar dela.

É muito importante cuidar bem da autoimagem. Tal como uma casa, cujos móveis são bem distribuídos, os enfeites são postos de forma harmônica e as roupas ficam bem estendidas no varal de teto, o corpo de uma pessoa também deve comunicar ordem.

Este artigo tratará sobre o tema do estilo das roupas, explicando detalhadamente o que as vestes podem transmitir e qual a relação entre as roupas e a imagem de uma pessoa, tanto no âmbito pessoal quanto profissional.

Por fim, serão listadas algumas dicas de como se vestir bem para as mais variadas ocasiões, seja em casa, na rua ou no local de trabalho, e como combinar os acessórios para dar ao uniforme social feminino moderno um tom mais vivo.

O que as roupas transmitem?

As vestimentas utilizadas diariamente por uma pessoa comunicam muito mais coisas do que ela sequer pode imaginar.

Cada um dos elementos de design usados nos looks de cada dia transmitem um significado diferente. Entre cor, formas, linhas e texturas, os sentimentos a serem despertados podem chegar aos mais variados tipos.

A preferência por cada um dos elementos sempre vem associada a uma vontade ou desejo íntimo relacionados à personalidade e a imagem ou estilo pessoal ou profissional.

Da mesma forma como a escolha da cor de uma manta de frio casal pode dizer muito a respeito da intimidade da relação dos cônjuges, as cores das roupas falam muito mais do que apenas sobre estilo. As cores falam sobre aquilo que o usuário é.

Esse fator também está presente durante a decoração de um ambiente. As cores e os demais critérios estéticos de um local comunicam prontamente qual é o tom da ocasião ou o objetivo determinado do lugar.

Do mesmo modo que um ambiente pode despertar mais agitação ou  aconchego, uma peça de roupa pode despertar mais autoridade, credibilidade, conforto, liberdade, entre outros sentimentos.

As roupas na imagem pessoal e profissional

As pessoas mudam constantemente as formas de se vestir, e isso é muito visível no passar de um ano para o outro.

Peças que entraram na moda ontem já não terão tanto valor amanhã, e certamente sairão de moda logo em seguida. Por outro lado, algumas peças usadas décadas atrás acabam voltando à moda.

As pessoas podem aderir ao alongamento de cílios fio a fio depois de ver uma maquiagem de uma atriz de novela, e essa moda durar um semestre inteiro, vender milhões no mercado e, muito antes do imaginado, ser deixada de lado e trocada por outra tendência.

Mesmo sendo composto por tradições e diversas inspirações e referências padronizadas, o universo da moda está direta e totalmente relacionado com a personalidade humana. Isso sempre influencia os meios externos, seja no trabalho ou em um meio informal.

Essa realidade não tem origem na atualidade mas, na verdade, remete à antiguidade, onde roupa e personalidade já caminhavam juntas.

Os egípcios usavam bastante a cor branca para remeter à riqueza e ao poder. As túnicas de modelo simples foram ganhando, com o tempo, alguns adereços, tecidos novos, cores variadas, entre outros detalhes.

O que jamais fora imaginado é que um dia chegaria a enorme variedade que existe hoje no mundo da moda.

Mas se tem uma lição que foi aprendida e que hoje em dia se tem como certo é que a forma como uma pessoa se veste diz muito sobre quem ela é, da mesma forma como uma persiana madeira branca comunica o tom do ambiente em que está presente.

A composição da imagem transforma seu estilo

É um fenômeno bastante observável que as pessoas geralmente trocam de roupa para receber visitas em casa, assim como é comum existir uma vestimenta habitual para visitar uma lanchonete ou ir fazer compras.

Essas disposições são o que mostram a existência de algo chamado imagem, e mostra também que as pessoas têm na consciência uma imagem sobre si mesmas, ou autoimagem. Essa imagem é composta por três elementos fundamentais.

O primeiro de todos é a aparência. Uma vez que a primeira impressão sobre alguém é a que predomina por todo o resto da relação, esse fator se relaciona diretamente com a aparência, que vai um pouco mais além das roupas por si mesmas.

A aparência também diz respeito a forma de se pentear, as maquiagens usadas, a presença ou ausência de tatuagens, piercings ou acessórios, e assim por diante. Em outras palavras, a aparência diz respeito a o que é dito sobre si sem precisar fazer uso de palavras.

Tal como o efeito da aparência pesa em um ambiente, como a presença de um espelho cozinha apartamento pode impactar positivamente, a aparência de alguém pode decidir o impacto de estilo que ele terá no seu local de convívio.

No ambiente de trabalho, esse fator é decisivo para a diferenciação das hierarquias. Um profissional do setor de contabilidade não se veste da mesma forma que o da área de atendimento ao cliente, pois cargos diferentes pedem aparências diferentes.

O segundo fator é a comunicação, seja ela verbal ou não verbal. Tudo aquilo que é dito é agregado a outros fatores para constituir a formação da imagem do profissional.

Aquele funcionário que reclama muito será conhecido como alguém não muito valioso para o ambiente de trabalho. Além disso, tons de voz e formas de falar também variam a impressão que os outros podem ter dele, e outros fatores também entram na lista.

Dessa forma, é possível chegar a conclusão de que o corpo também pode comunicar algo a respeito de alguém. Pernas balançando e braços cruzados são detalhes que dizem sobre o estado emocional atual do indivíduo. Por isso, a comunicação também constitui a imagem.

O terceiro fator é o comportamento, que está incluso na constituição de uma imagem pelo fato de mostrar o que a pessoa é através de seus atos.

Um funcionário veterano se comporta de maneira muito mais confiante que um estagiário, e os clientes que são atendidos por ambos percebem essa diferença.

Por isso, é necessário ter atenção ao fato de que as roupas também podem influenciar neste diagnóstico, uma vez que um colaborador junior não se vestirá com os mesmos trajes que um chefe executivo.

4 dicas de estilo para se vestir bem

Algumas orientações práticas de como se vestir de maneira mais assertiva serão bem úteis para se sentir bem com o que veste e com estilo.

Essas dicas servem para escolher melhor o look em qualquer situação, de maneira que seja levado em conta o essencial. Para vestir-se bem no dia a dia, é necessário:

  1. Apostar em trajes confortáveis conforme seu estilo;
  2. Comprar roupas com bons tecidos;
  3. Usar a numeração apropriada;
  4. Realçar os pontos fortes.

O investimento na compra de roupas com cortes e tecidos bem feitos irá proporcionar um maior conforto. Não adianta nada avaliar um monte de critérios estéticos se não for usar aquilo com o qual se sinta bem.

Junto a isso, é de suma importância ter atenção ao tamanho das roupas, olhando a sua numeração antes de comprar, para que a peça sirva bem no corpo e favoreça, também sob esse aspecto, o conforto.

As roupas também devem favorecer as partes mais bonitas do corpo, de maneira modesta e simples, para transmitir a própria beleza e permanecer adequado ao ambiente em que se está.

Considerações finais

Como foi possível ver neste artigo, as roupas vão muito mais além de questões particulares de gosto ou moda do momento.

Através daquilo que se veste, é possível comunicar uma infinidade de observações, pois os trajes usados falam sem usar palavras, e podem dizer muitas coisas antes mesmo do seu usuário abrir a boca.

Dessa forma, o texto falou sobre aquilo que os estilos de roupa transmitem, ilustrando o impacto delas na imagem de alguém e a importância da diferença do modo como alguém vai vestido para a praia ou para uma palestra de SIPAT.

Portanto, se vestir adequadamente é fundamental para manter a postura em todos os ambientes e, seguindo as dicas aqui apresentadas, é possível aprender a se vestir bem para qualquer ocasião.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo