Desenvolvimento Web

Ferramentas para Designers – conheça as 7 melhores

Muito se fala sobre o design e o fato de que o avanço da tecnologia está constantemente criando novas realidades e aplicações para essa área de atuação. 

Existem algumas ferramentas para designers que são importantíssimas e que, caso você siga essa profissão ou tenha interesse por elas, então você precisa conhecer, pois elas vão ditar o tom de todas as suas criações.

Além de ter uma boa gráfica em Osasco (ou próxima à sua empresa), o uso de ferramentas especializadas fazem toda diferença no resultado final de sua arte.

Nesse contexto, para te ajudar a ter um norte sobre o que é preciso para ser um bom designer nos dias de hoje, neste artigo, trouxemos uma lista com as ferramentas para designers que você precisa dominar. 

Lembre-se de que existem diversas outras, mas essas daqui são apenas algumas das principais e mais utilizadas entre profissionais em todo o mundo, confira abaixo!

Adobe Photoshop

Mais famoso dos aplicativos da área de design, o Photoshop é, ainda hoje, uma ferramenta essencial na vida de qualquer pessoa que deseje atuar nessa área de trabalho e isso acontece por diversos motivos. 

Entre eles, devido ao fato que esse programa oferece aos usuários, inúmeras ferramentas de nível profissional, um template adaptável às necessidades individuais e ainda inúmeros plugins que podem ser adicionados para deixar a experiência ainda melhor.

Basicamente, com o Photoshop, um designer consegue criar praticamente qualquer coisa. 

Por exemplo, dá para fazer montagem com uma foto que você deseja utilizar nos seus trabalhos, é possível editar a imagem que foi enviada, criar texto para a imagem, colocar máscaras, fazer tratamento em pele, corrigir efeitos, corrigir luz, corrigir filtros, além de diversas outras funções indispensável para qualquer pessoa da área.

Veja também: Guia de imagens responsivas para utilizar em seus projetos de design.

Adobe Illustrator

Dos mesmos criadores do Photoshop, o Illustrator também é da Adobe e é outro programa indispensável para qualquer designer. 

Com ele, o principal objetivo é permitir que você trabalhe com ilustrações. Basicamente, isso significa que você pode criar desenhos, textos e imagens vetorizadas (ou seja, que podem ser editadas posteriormente e que não ficam em formato de imagem para não perder a qualidade quando ampliadas ou minimizadas).

Nesse contexto, a grande importância do illustrator está no fato de que ele pode ser usado juntamente com o Photoshop no intuito de fazer muito mais do que simplesmente editar uma imagem para o seu trabalho: é possível criar texturas, fundos personalizados, colocar uma arte autoral, além de milhares de outras coisas. Sendo assim, dominar o Illustrator é muito importante. 

Editores de código fonte

Outra ferramenta que deve ser levada em consideração como sendo muito importante são a Sublime Text 2, Brackets e a Visual Studio Code, pois elas são editoras de código-fonte. 

Com elas, você pode fazer edição de textos de forma leve e através de uma interface que é bastante intuitiva.

Caso você não queira trabalhar com códigos, existem ferramentas e plugins que são capazes de gerar sites sem auxílio de código, como o Divi e o Elementor

Heat maps

Imagina a seguinte situação: você cria um site pensando na usabilidade dele, mas percebe (através das estatísticas de desenvolvedor de site) que o número de cliques nos menus que o cliente deseja tenha mais acessos estão baixas, que a maior quantidade de acesso está em um menu que não tem muita importância. 

O que fazer com isso? Sabe como descobrir quais como fazer para mudar essa situação?

É para isso que serve o Heat Maps. 

Como o nome já diz (a tradução do inglês para português é literalmente mapa de calor), ele mapeia em um site quais são as partes que os clientes mais interagem, rastreia qual é o comportamento dos usuários quando eles usam o site e mostra para o desenvolvedor se existe algum menu que pode está gerando dificuldade para o cliente clicar. Sendo assim, ele é muito importante para os designers.

Testes de usabilidade online

Outra ferramenta para designers que é muito importante são os testes de usabilidade de site, por exemplo, o usertesting.com ou então o clicktale. 

Com esses testes, você pode ver qual é o comportamento dos usuários dentro do site que você desenvolveu, ver quais são os lugares onde as pessoas costumam clicar com maior frequência para navegar, ver a interação que é feita, entre outras coisas.

Assim, você vai conseguir organizar de maneira mais certeira as informações e menus dentro do site para que a taxa de retenção do usuário fique ainda maior, ou seja, para que o internauta passe cada vez mais tempo navegando pela sua página. Nesse contexto, caso você deseje, dá para separar o teste de usabilidade por público alvo, por exemplo, você quer atingir jovens entre 18-28 anos que moram no nordeste do Brasil? Então os sites podem fazer simulações com esse público.

Testes A/B

Outro teste que precisa ser feito antes de colocar um site no ar é o teste A/B. 

Nesse contexto, uma ferramenta imprescindível para designers é o Google Web Optimizer, que funciona como uma espécie de software que vai te ajudar a identificar e propor mudanças de design e de layout para tornar o site melhor e mais otimizado.

Basicamente, o teste A/B funciona da seguinte forma: você cria dois layouts para o seu site e então roda o teste. Cada vez que um usuário acessar o seu site, aleatoriamente será mostrada uma versão diferente do seu layout e então a ferramenta vai criar uma análise que mostra qual das versões é a melhor.

Just My Type

Por fim, uma das ferramentas para designers que é mais importante hoje é dia é a Just My Type, especialmente para aqueles profissionais que gostam ou que trabalham na área de tipografia (fontes de texto). Com essa plataforma, você pode encontrar os mais diversos tipos de fontes com os mais diversos propósitos, todas elas organizadas de uma forma que torna bastante fácil procurar e encontrar a fonte para o projeto que você deseja concluir.

Através desse site, você pode encontrar as fontes pagas, as fontes gratuitas e fontes de diversos modelos.

Por exemplo, existem fontes que utilizam técnicas modernas, outras, que são feitas com base em técnicas mais antigas; ainda, existem fontes que imitam máquina de escrever, letra cursiva, além de diversos outros tipos, tudo o que você precisa fazer é procurar. 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo