Preso confessou o crime e disse que vendeu a arma do militar.

A Justi?a converteu em preventiva a pris?o em flagrante de Glebson Felipe Pinto e Pinto, de 21 anos, preso nesta ter?a-feira (12) suspeito da morte do cabo da Pol?cia Militar (PM) Sandro de Jesus Ata?de de Lima J?nior. O assassinato ocorreu enquanto os dois estavam juntos dentro do carro da v?tima na madrugada de segunda-feira (11) em Macap?.

A Pol?cia Civil trata o caso como latroc?nio, mas n?o revelou o conte?do do depoimento dado pelo jovem, que confessou ter disparado tr?s vezes contra o militar e em seguida fugido com a pistola e a chave do carro.

Ele vendeu a arma por R$ 1,5 mil e foi preso ao tentar fugir do estado num barco pelo porto da cidade de Santana, a 17 quil?metros da capital. O G1 n?o localizou a defesa do suspeito.

Na audi?ncia de cust?dia, o juiz Rog?rio Bueno Funfas citou que Glebson cumpria pena no regime aberto por roubo e n?o podia estar fora de casa entre 19h e 7h. Al?m do retorno ao pres?dio, o magistrado determinou o isolamento do suspeito.

"Diante do exposto, a liberdade do agente realmente coloca em risco a tranquilidade social, mostrando-se sua pris?o cautelar, nesta quadra inicial, tal como apontando pelo representante do MP, medida essencial para a garantia da ordem p?blica", diz trecho da ordem de pris?o.

Tem alguma not?cia para compartilhar? Envie para o T? Na Rede!