Doador denunciou o caso no Ministério Público nesta quarta-feira (10).

Há pelo menos três dias, o Hemocentro de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, está sem fazer coletas. O motivo, segundo um doador que denunciou o caos ao Ministério Público nesta quarta-feira (10), é a falta de bolsas plásticas que armazenam o sangue.

Esta é a segunda vez que o problema ocorre em menos de um mês. Em setembro, a unidade também suspendeu os procedimentos por falta de reagente, material utilizado no momento da doação e no exame de sorologia.

De acordo com o doador, que prefere não se identificar, a falta de bolsas plásticas é um problema antigo, mas que sempre era solucionado. A unidade atende a outros 13 municípios, já que o Hospital Municipal Raul Sertã é a maior emergência pública da região.

O G1 entrou em contato com o Ministério Público e aguarda um posicionamento sobre a denúncia.

Em nota, a Prefeitura afirmou que "a licitação para aquisição dos insumos destinados ao Hemocentro já está em curso visando evitar possíveis novos desabastecimentos". Disse ainda que "450 bolsas serão entregues pelo fornecedor para suprir a necessidade imediata e restabelecer a coleta de sangue na unidade".

O G1 também questionou a Prefeitura sobre o atual estoque do Hemocentro e qual o valor investido na compra dessas bolsas plásticas, mas o município ainda não se posicionou.