Sociedade

Lixo industrial: qual é a melhor maneira correta de descarte?

Lixo industrial, como o próprio nome sugere, são dejetos gerados pela indústria e que precisam ser descartados. Mas, justamente por ser industrial, precisa de uma destinação correta, caso contrário, de contribuir com a poluição do meio ambiente.

É importante dizer que a produção diária de lixo no Brasil é muito grande, tanto é que o país é considerado como quarto maior produtor de lixo, gerando cerca de 79 milhões de toneladas em 1 ano.

Boa parte desse descarte é doméstico e poderia muito bem ser reciclada, mas em relação ao lixo industrial, a maioria das cidades brasileiras não oferece uma forma sustentável e organizada de solucionar esse problema.

Faz parte do nosso dia a dia ver resíduos industriais jogados em qualquer lugar, como no caso dos terrenos baldios, mas esta forma de descarte está incorreta e traz muitos prejuízos para o meio ambiente.

Além disso, o acúmulo de lixo industrial prejudica a vida em sociedade, portanto, é fundamental entender um pouco mais sobre o assunto.

Neste artigo, vamos explicar o que é lixo industrial, mostrar suas classificações, dar alguns exemplos e mostrar de que maneira deve ser feito o seu descarte.

Entenda o que é lixo industrial

Lixo industrial nada mais é do que resíduos gerados pela indústria, dos mais variados segmentos, como:

  • Bens de consumo;
  • Manufatura;
  • Alimentos;
  • Produção petroquímica;
  • Mineração;
  • Papel e celulose;
  • Produção de plástico;
  • Produtos químicos.

Essas empresas produzem diferentes resíduos que precisam ser descartados, como plástico, metal, borracha, madeira, papel, vidro, além de tecidos, cinzas, óleos e gases.

Por exemplo, para produzir bateria AGM Mercedes, o fabricante precisa de matéria-prima, e vários setores da indústria utilizam esses recursos em seu dia a dia, sendo os mais comuns a água, ferro e madeira.

Mas, durante o processo de produção, muito lixo é gerado, podendo ser tóxico ou inofensivo, mas independentemente disso, é obrigação da companhia descartá-lo do jeito certo.

Dentre os exemplos de lixo industrial que apresentam muitos perigos para a saúde estão cianureto, amianto, pesticidas, mercúrio, solventes e cádmio.

Como o lixo industrial é classificado?

Além de compreender o conceito de lixo industrial, é necessário saber de que maneira esses resíduos são classificados no Brasil.

Aqui, utiliza-se as normas da NBR 10.004, estabelecida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e são divididos entre classe I (perigosos), classe II (Não inertes) e classe II B (inertes).

Os resíduos que se encaixam na classe um são considerados perigosos, ou seja, aqueles que apresentam algum grau de periculosidade e que podem ser identificados em relação à toxicidade, inflamabilidade e corrosividade.

Na construção civil, vários materiais são utilizados nas obras, como pedra brita número 1, mas se houver a necessidade de usar algum material perigoso, a construtora precisa ter muito cuidado.

Dentre os resíduos industriais considerados perigosos temos os solventes usados, borracha proveniente de processo de refino, tintas, produtos intermediários, EPI contaminado, areia misturada com óleo e água, lodo galvânico, dentre outros.

Agora, quanto aos resíduos não perigosos, que se encontram na classificação II, podemos ter os inertes e os não inertes.

Os não inertes são classificados na Classe II A, como no caso dos resíduos que não possuem nenhum tipo de periculosidade, mas que podem apresentar combustão, solubilidade em água e biodegradabilidade.

Contudo, na Classe II B temos os inertes, aquele tipo de resíduo que não se encaixa nem na classe 1, onde estão os perigosos e nem na classe II A.

São submetidos a testes de solubilização, não apresentam nenhum constituinte solubilizado e que estejam em concentrações maiores do que os padrões de portabilidade e por isso a água continua potável, mesmo em contato com eles.

Agora que você já sabe como o lixo industrial, como aquele gerado por um fabricante de bateria estacionária 24v é classificado, vamos mostrar de que maneira esses resíduos precisam ser descartados.

Como descartar resíduo industrial?

É fundamental fazer o descarte correto do lixo industrial, pois só dessa forma é possível ter mais segurança, agir de maneira ecologicamente responsável, respeitar a sociedade e garantir o acesso a insumos no futuro.

Existe uma regulamentação que estabelece as maneiras seguras de descartar os resíduos provenientes da indústria, e ela está prevista na Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98. Dentre os meios para descarte estão:

Coprocessamento

Esse procedimento é responsável por transformar os resíduos em combustíveis, que futuramente serão utilizados em fornos industriais cimentícias.

É um tipo de descarte que não gera gases poluentes, além de ser capaz de respeitar diferentes parâmetros para garantir uma produção segura de cimento.

Incineração

Uma empresa de conserto camara fria gera poucos resíduos, em compensação, outras companhias trabalham diretamente com lixos perigosos e que apresentam um alto potencial de contaminação.

Nesse caso, o procedimento mais indicado é a incineração, pois só por meio dela é possível descartar de maneira segura e eficiente qualquer tipo de resíduo corrosivo, patogênico, inflamável, tóxico ou reativo.

Logística reversa

A logística reversa também tem se mostrado um método muito interessante e utilizado em larga escala pelos fabricantes de produtos eletrônicos.

Diversos materiais podem ser descartados dessa forma, como no caso dos pneus, lâmpadas, agrotóxicos, pilhas e baterias.

Não se pode esquecer da reciclagem, que também é uma forma de descarte, porém, fazendo o aprimoramento de resíduos possíveis e assim aumentar a consciência da sociedade.

Beneficiamento

Qualquer elemento com capacidade contaminante, a exemplo dos óleos e resíduos sólidos, precisam ser destruídos em alta capacidade térmica.

Outros materiais, como no caso dos gases, passam por outros tratamentos durante o processo de separação e queima, e sua função é eliminar os gases.

Aterramento

Por fim, uma empresa que produz materiais de construção para retrofit de fachada e outros projetos pode optar pelo aterramento.

Esse método é prescrito pelas secretarias municipais das cidades, mas precisa ser realizado de maneira impermeável. Isso é importante para evitar qualquer tipo de contaminação do meio ambiente e é indicado para o descarte de lixos classe I.

Importância da preservação ambiental

Já que até aqui nós falamos sobre a importância de descartar corretamente o lixo industrial e dos riscos que esses materiais podem trazer para o meio ambiente, vamos falar um pouco sobre a importância da preservação ambiental.

Este assunto está em pauta nos últimos anos porque preservar o meio ambiente é necessário, afinal, todo tipo de vida na Terra depende dos recursos naturais para sobreviver, principalmente da água e dos alimentos.

Empresas dos mais variados tipos de segmentos, como uma clínica de exame toxicológico admissional, estão cada vez mais preocupadas com essa questão, e a sociedade como um todo precisa se conscientizar.

Se acabarmos com todos os recursos, será impossível continuar vivendo na Terra. As gerações futuras podem ser totalmente comprometidas, o que vai prejudicar e muito a qualidade de vida de quem ainda nem nasceu.

É egoísmo pensar apenas no agora e se esquecer de que as próximas gerações também precisam se alimentar, beber água, tomar banho, lavar a roupa, trabalhar, dentre outras necessidades que dependem dos recursos naturais.

Por conta disso, empresas, escolas, governos e outros tipos de instituições procuram investir em maneiras de conscientizar a sociedade.

A própria construção civil investe em vários recursos, como galpão pré moldado de concreto, para tornar seus projetos mais sustentáveis e viáveis para o ecossistema.

Não é de hoje que a humanidade vem sentindo os efeitos do descaso com a natureza, e por conta do excesso de poluição, descarte incorreto do lixo, consumo exagerado de água e outros comportamentos nocivos, estamos à beira de um colapso.

Vários recursos naturais que usamos hoje, principalmente a água, não são renováveis, e quando acabarem, será impossível continuar vivendo aqui.

A geração de hoje precisa pensar no amanhã, pois é assim que nossos filhos, netos e bisnetos poderão continuar tendo uma vida de qualidade na Terra.

O lixo é uma das principais causas de destruição do meio ambiente, e como vimos, o Brasil produz uma quantidade muito grande de resíduos para descarte, e por boa parte deles é doméstica.

Portanto, enquanto uma empresa de laudo veicular para transferência procura maneiras de realizar as suas atividades de maneira mais sustentável, a indústria desenvolve métodos para descartar resíduos.

As pessoas também precisam fazer sua parte, separando o lixo em casa e enviando os recicláveis para a reciclagem. São gestos simples, mas que fazem toda a diferença.

Considerações finais

Sendo assim, a indústria traz soluções que facilitam o dia a dia das pessoas, em vários sentidos, mas ela precisa ser muito responsável na hora de descartar o próprio lixo.

Como vimos, existem várias maneiras de fazer isso, e respeitar esses processos é fundamental para preservar o meio ambiente e promover a sustentabilidade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo