?Luz na Infância 2? resultou em um preso em Viçosa e materiais apreendidos em Além Paraíba, Cataguases, Leopoldina, Juiz de Fora e Barbacena.

O comando do 4º Departamento de Polícia Civil de Juiz de Fora divulgou na tarde desta quinta-feira (17) o balanço da Operação ?Luz na Infância 2? nas cidades da Zona da Mata. Um homem de 36 anos foi preso em Viçosa e diversos materiais eletrônicos foram apreendidos em Além Paraíba, Cataguases, Leopoldina e Juiz de Fora.

A assessoria do 13° Departamento da polícia em Barbacena, no Campo das vertentes, informou que também houve materiais apreendidos na cidade.

O balanço completo da operação em Juiz de Fora e região foi apresentado durante coletiva de imprensa pelo chefe do 4° Departamento, Carlos Roberto da Silveira Costa, junto com as delegadas Ângela Fellet, Ione Barbosa e Sheila Oliveira. A força-tarefa é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública (Mesp).

Na Zona da Mata foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão nas cidades de Além Paraíba, Cataguases, Leopoldina, Juiz de Fora, Muriaé e Viçosa. O objetivo da ação foi encontrar arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.

O resultado final teve um homem preso e diversos materiais apreendidos, entre eles seis pen drives, cinco celulares, dois chips de telefone, 1.689 mídias (entre CDs e DVDs), duas câmeras e três notebooks.

Também foram localizadas quatro Unidades Centrais de Processamento (CPUs), um HD, um cartão de memória e quatro videogames.

Em Juiz de Fora, foram encontrados em um apartamento no Bairro Quintas da Avenida, pen drives, chips, aparelhos celulares, mídias, câmera e um micro computador. Outros materiais estavam em uma residência no Bairro Jóquei Clube, entre eles um CPU.

Em Além Paraíba, foram localizados um celular, um notebook e um CPU.

Em Viçosa, uma pessoa foi presa e foi realizada a apreensão de um celular, um HD externo, câmera fotográfica, cartão de memória, um notebook, uma CPU, mídias, quatro videogames e um pen drive.

Já em Barbacena, a assessoria do 13° Departamento informou que houve apreensão de material, mas não especificou a quantidade, nem o que foi recolhido.

Operação no Brasil

A maior operação de combate à pornografia infantil da história no Brasil prendeu 251 pessoas em flagrante no país nesta quinta, segundo o Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Foram cumpridos 579 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 24 estados. Apenas Paraná e Rio Grande do Norte não tiveram ações.

O principal alvo da polícia nesta quinta-feira (17) foi preso em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, com 780 mil arquivos baixados.

Na primeira edição da operação Luz na Infância, realizada no dia 20 de outubro de 2017, foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Na ocasião, 112 pessoas foram presas, inclusive um homem de 59 anos em Juiz de Fora.

Os crimes investigados na operação desta quinta são:

  • Armazenar fotos ou qualquer material de pronografia infantil ou que revele clara violência sexual de crianças e adolescentes: de 1 a 4 anos de prisão;
  • Compartilhamento de pornografia infantil: de 3 a 6 anos de prisão;
  • Produção de pornografia infantil: de 4 a 8 anos de prisão.

Luz na Infância 2: Polícia Civil cumpre mandados em cidades da Zona da Mata e Vertentes

Pedofilia é doença

A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como transtorno de preferência sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm preferência sexual por crianças ? meninas ou meninos - do mesmo sexo ou de sexo diferente, geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade.

O Código Penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de "adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente."


Mais Lidos

Publicidades