Indígenas terão oportunidade de ter formação técnica em diversas áreas no Abaitará. Relação dos aprovados será divulgada até o final da próxima semana.

O Instituto Abaitará, situado em Pimenta Bueno (RO), iniciou nesta semana um processo de seleção para escolher 20 alunos indígenas das aldeias de Guajará-Mirim para concluírem o ensino médio e receberem formações técnicas em Agropecuária e Agronegócio, com duração de três anos, além de participar de vários outros cursos oferecidos pelo Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep) durante este período.

Das 20 vagas ofertadas, 12 são para homens e oito para mulheres. Os candidatos são das aldeias Deolinda, Sotério, São João, Bom Jesus, Sagarana, Baia da Coca, Fazendinha, Pedral, Ricardo Franco e Baia das Onças.

A novidade para 2018 é a inserção de seis novas ldeias no processo de seleção, que são a Barranquilha, Graças a Deus, Pantirop, São Luís, Capoeirinha e Piranha.

Segundo o Instituo Abaitará, os alunos selecionados recebem um benefício do Governo Estadual, a Bolsa Abaitará, que é de 20% do valor total do salário mínimo. O dinheiro serve para os alunos comprarem os próprios produtos de higiene pessoal, já que todos eles moram nos alojamentos do Centro Técnico.

Em entrevista ao G1 na sexta-feira (2), a assistente social do Abaitará, Telma Pinto, falou sobre a importância do processo e explicou como ele vai funcionar em relação ao critério de escolha dos candidatos.

?Devido ao grande número de procura pelas vagas, decididos adotar o boletim escolar do ensino fundamental como critério. Ao ingressas no Abaitará, os alunos cursam o 1º, 2º e 3° ano do ensino médio e já sai técnico na área que escolheu cursar. A ideia é que eles retornem para as suas aldeias formados e possam dar o retorno dessa formação técnica dentro da própria comunidade?, declarou a servidora.

Ainda segundo o Abaitará, a previsão é que o resultado final da seleção seja divulgado até o dia 9. O projeto acontece em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai). Os alunos que passarem na fase classificatória viajam no próximo dia 23 para Pimenta Bueno e já ficarão instalados na Instituição até o início do ano letivo.


Mais Lidos

Publicidades