Sociólogos do Instituto Nacional de Estatísticas Britânico realizaram uma pesquisa e descobriram que especialistas com alta qualificação e de sucesso consomem mais bebidas alcoólicas, do que pessoas com renda média.

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que o gosto por álcool é afetado pela renda, idade, educação e posição social e familiar. O estudo demonstrou que 70% dos britânicos com alta qualificação e que atuam nas áreas de arquitetura, medicina, direito ou magistratura consomem bebidas alcoólicas regularmente.

O consumo de bebidas destiladas também mostrou estar relacionado ao nível salarial. Assim, quase 50% dos que ganham menos de 11 mil euros por ano relataram consumir esse tipo de bebida. Já entre as pessoas com salário superior a 45 mil euros anuais 80% consomem destilados. 

Segundo Instituto, as pessoas de renda relativamente baixa e cujo trabalho demanda esforço físico regular são as que menos consomem álcool no país.

Além disso, os pesquisadores descobriram que, na média, as pessoas mais velhas bebem mais do que os mais jovens. Por outro lado, um quinto dos entrevistados afirmou não consumir bebidas alcoólicas em geral.


Publicidades