Os Estados Unidos e seus aliados estão piorando a situação humanitária drástica na Síria ao realizar ataques militares, disse o enviado russo à ONU, Vassily Nebenzia.

A declaração foi feita durante a reunião deste sábado (14) do Conselho de Segurança da ONU, convocada pela Rússia para discutir a situação na Síria.

"Através de suas ações, os Estados Unidos agravam uma situação humanitária já catastrófica na Síria e trazem sofrimento para os civis", afirmou Nebenzia, que continua: "Sua agressão é uma grande ameaça contra a possibilidade de continuar o processo político sob os auspícios da ONU".

A Rússia fez todo o possível para convencer os Estados Unidos a se absterem de seus planos militares na Síria, afirmou o enviado russo à ONU. Para ele, apesar dos esforços de seu país, "Washington, Londres e Paris preferem desconsiderar os apelos ao senso comum".

Nebenzia acrescentou que "as instalações científicas na Síria são usadas apenas para atividades pacíficas destinadas a aumentar a eficácia da atividade econômica na Síria".


Mais Lidos