Qualquer possível operação militar na província síria de Idlib será um desastre, disse nesta quinta-feira (13) o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar, informou a agência Anadolu.

Akar acrescentou que a Turquia está trabalhando com a Rússia, Irã e aliados para estabilizar a situação em Idlib e prevenir lá uma tragédia humanitária, segundo a agência.

Ao mesmo tempo, o coordenador regional humanitário da ONU para a crise síria, Panos Moumtzis, disse que a Rússia, EUA e as Nações Unidas estão envolvidos na diplomacia humanitária a todos os níveis em Idlib para impedir tal catástrofe humanitária, sublinhando a importância do trabalho conjunto de Moscou e Washington.

O funcionário notou que, em caso de acontecer o pior cenário na província, fazendo com que toda a população da área deixe suas casas, nenhuma organização humanitária será capaz de responder à crise.

"Deixem-me esclarecer: não estamos nada prontos para o pior cenário […] Se virmos 3 milhões de pessoas se movendo em direção à fronteira turca, esse é o cenário que supera em muito as capacidades de todas as organizações humanitárias juntas", disse Moumtzis.

Apesar de as autoridades sírias terem recuperado o controle sobre a maioria do território do país, a zona de desescalada de Idlib continua a ser um reduto dos rebeldes e extremistas na Síria.


Mais Lidos