Qatar está planejando expandir sua base aérea Al-Uldeid, crucial para a campanha antiterrorista liderada pelos EUA, adicionando mais 200 unidades habitacionais, para que os soldados e suas famílias dos EUA sejam instalados de forma permanente e possam sentir-se "em casa", afirmou o ministro da Defesa do Qatar, Khalid bin Mohammad Al Attiyah.

Entre os planos abrangentes, Qatar planeja renovar seus portos navais para que a Marinha dos EUA possa se instalar no país, além de aproximadamente 10 mil militares dos EUA já alojados na base aérea de Al-Udeid, situada perto de Doha.

Para garantir que não faltem nada para as tropas dos EUA durante sua permanência no país em longo prazo, as autoridades de Qatar decidiram "construir 200 unidades aos oficiais e suas famílias", bem como uma nova escola dentro do complexo.

"Em breve, o local se tornará um lugar orientado para as famílias de nossos amigos americanos", assinalou Attiyah.

O ministro acrescentou também estar trabalhando para tornar a base permanente para os EUA.

"Os colegas do Departamento de Defesa dos EUA se recusam a mencionar a palavra 'permanente', mas nós estamos trabalhando para torná-la [a base] perdurável", disse Al Attiyah.

No momento, a base aérea Al-Uldeid conta com 11 mil oficiais norte-americanos. Deste local, a Força Aérea dos EUA realiza voos de combate ao Iraque, Síria e Afeganistão. Além disso, na base efetua-se aproximadamente 80% de todos os abastecimentos de combustível da aviação norte-americana no Oriente Médio.


Mais Lidos

Publicidades