Houve aumento de 8,9 milhões de cabeças entre o total registrado em 1997 e o total de 2017

A evolução anual no número de bovinos abatidos no Brasil entre 1997 e 2017 foi de 114%, ou de 449 mil cabeças por ano, informou a Scot Consultoria, em relatório sobre o tema, com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerando-se as inspeções federal, municipal e estadual, houve incremento de 8,9 milhões de cabeças ante o total abatido em 1997 e o total de 2017.
 
O peso médio da carcaça de bovinos também teve um incremento, diz a Scot. "Durante esses vinte anos o peso médio da carcaça de machos, que em 1997, era de 247,23 kg, em 2017 foi de 283,5 kg. Um aumento de 14% por carcaça por animal, ou 35,87 kg", comenta a consultoria, na nota.
 
Diante dessa evolução, é possível afirmar que se a atividade mantiver o mesmo ritmo de crescimento, pode-se projetar um incremento de 30,5 milhões de toneladas de carne nos próximos 20 anos, "o que corresponde a um aumento de aproximadamente 50% do abate atual", comenta.


Mais Lidos