Plano de Trump provocou reações de diferentes países, que ameaçaram questionar os Estados Unidos na Organização Mundial do Comércio (OMC).

O presidente americano, Donald Trump, fará nesta quinta-feira (8) uma reunião na Casa Branca para tratar da imposição de novas tarifas nas importações de aço e alumínio. O encontro poderá decidir também se o país abrirá exceções a parceiros comerciais.

"Estamos ansiosos para a reunião às 15h30 da tarde (17h30, horário de Brasília) na Casa Branca. Temos de proteger e construir nossas indústrias de aço e alumínio, ao mesmo tempo mostrando grande flexibilidade e cooperação para com aqueles que são verdadeiros amigos e nos tratam de maneira justa em comércio e militar", disse Trump em um post no Twitter.

Trump afirmou na última quinta-feira (1º) que seu governo vai definir tarifas de importação de aço e alumínio de 25% e 10%, respectivamente, e que o anúncio seria feito nesta semana.

O anúncio de Trump provocou reações de diferentes países, que ameaçaram questionar os Estados Unidos na Organização Mundial do Comércio (OMC). A União Europeia disse que, se Trump for adiante, vai retaliar os EUA, com imposição de tarifas para ícones da indústria americana exportados aos países do bloco, como uísque bourbon e as motocicletas Harley-Davidson.

Se os EUA forem adiante no seu plano, a sobretaxa ao aço importado vai afetar em cheio as siderúrgicas brasileiras. O Brasil é o segundo maior exportador de aço para os EUA e as vendas para o país representam um terço das exportações brasileiras do produto.

*Com Reuters


Mais Lidos