Operadora de restaurantes multimarca comprou o direito exclusivo de operar as lojas da rede de cafeterias no país; valor do negócio não foi revelado.

A Starbucks anunciou nesta terça-feira (13) que fechou acordo de licenciamento com a SouthRock, operadora de restaurantes multimarca no Brasil, que passará a ser responsável pelas operações das lojas da rede de cafeterias no país. O valor do negócio não foi revelado.

Além do direito exclusivo de operar as lojas da rede de cafeterias, a SouthRock pagará taxa de licenciamento sobre as vendas à Starbucks.

?Alavancando seu forte conhecimento de mercado local em imóveis comerciais, marketing e operações, a SouthRock planeja impulsionar o crescimento de longo prazo de forma a criar oportunidades para os clientes e parceiros da Starbucks, tanto nos mercados existentes como nos mercados futuros em todo o Brasil?, informou a Starbucks.

A Starbucks chegou ao Brasil em dezembro de 2006 e atualmente tem 113 lojas em 17 cidades dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, que empregam mais de 1.450 pessoas.

"Nós acreditamos fortemente que este é o momento certo para alavancar um forte parceiro de negócios local como a SouthRock enquanto seguimos nossa ambiciosa agenda de crescimento a longo prazo para o Brasil", afirma Ricardo Rico, gerente-geral e vice-presidente de operações de lojas licenciadas da Starbucks na América Latina.

O CEO da SouthRock, Ken Pope, fundou a empresa em 2015, após deixar o cargo de diretor na Laço Management, sócia da St. Marche Supermercados, Eataly Brasil, The Fifties: Traditional Burger, China-in-Box e Gendai.

A SouthRock é dona da Brazil Airport Restaurants, empresa de serviços de alimentos e bebidas multimarca que atua nos maiores aeroportos do país. Os acordos de licenciamento da Brazil Airport Restaurants incluem Starbucks e TGI Friday's, entre outras marcas internacionais.

Segundo a Starbucks, a SouthRock continuará a tradição de celebrar o café de origem local, o Brasil Blend, em todas as lojas, e planeja investir US$ 1 milhão em iniciativas de impacto social que beneficiem funcionários e as comunidades que servem, incluindo a Starbucks Global Academy, plataforma gratuita de educação on-line para funcionários através da parceria estratégica da Starbucks com a Arizona State University.

"Com a Starbucks vemos oportunidades contínuas de crescimento em mercados existentes, como São Paulo e Rio de Janeiro, bem como novos mercados, como Brasília e o Sul, e estamos ansiosos por alavancar nossas capacidades de mercado local para criar ainda mais valor para os funcionários e clientes da Starbucks ", afirma Pope.

Com o acordo, as operações da Starbucks em todos os 17 mercados da América Latina e do Caribe se tornarão totalmente licenciadas. A Starbucks atualmente está presente na Argentina, Aruba e Curaçao, Bahamas, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Jamaica, México, Panamá, Peru, Porto Rico, Trinidad e Tobago e também abrirá no Uruguai no final deste ano.

Ricardo Rico diz que o sucesso da Starbucks na América Latina e no Caribe vem também da parceria de licenciamentos confiáveis locais e regionais para expandir o negócio. "A combinação certa de modelos de propriedade ? empresa de propriedade, licenciada ou joint venture ? nos permitiu permanecer focados em nossas maiores oportunidades à medida que aceleramos o crescimento em todo o mundo?, diz.


Mais Lidos

Publicidades