Para conseguir os primeiros lugares, os moradores chegaram na noite de sexta-feira (23), em Laranjeiras, na Serra.

Uma fila que ocupou três quarteirões se formou na entrada do Feirão de Empregos da Serra, na Grande Vitória, neste domingo (25). Para conseguir os primeiros lugares, os moradores chegaram na noite de sexta-feira (23), em Laranjeiras.

?Nós chegamos na sexta-feira, às 18h, porque a gente acha que os primeiros são os primeiros. Como tem pouca vaga e muita gente precisando de serviço, nós decidimos vir bem antes para conseguir?, falou a desempregada Alessandra da Silva.

Também desempregada, Mirian Rangel e o marido chegaram no sábado (24), passaram a noite na calçada com a filha, de 10 meses.

?Foi puxado, desgastante, cheguei 21h com a bebê, teve chuva pela madrugada. O desemprego está tanto, que a gente não está podendo escolher, no momento. A vaga que aparecer a gente tem que encarar?, disse.

Para enfrentar a noite na fila, as pessoas levaram cadeira, comida, cobertor e até papelão para deitar. ?Saímos atrás de papelão no meio da rua, ficamos deitados debaixo de chuva, um ajudando o outro?, destacou.

Ao todo, 800 senhas foram distribuídas, exatamente o que havia sido anunciado. No entanto, conseguir a senha não é garantia de emprego. Os 800 candidatos passam, ainda, por um processo seletivo rigoroso.

Primeiro, os grupos passaram por uma palestra, enquanto os currículos eram selecionados. Daí, saiu o anúncio de quem passaria para a segunda etapa. De frente com o entrevistador, cada candidato teve a oportunidade de falar por que merece a vaga de trabalho.

Alessandra, a primeira da fila, saiu com emprego garantido. ?Consegui para auxiliar de produções na padaria. Acho que valeu a pena o esforço, porque ele me disse que essa era a última vaga. Se eu não tivesse entrado agora, eu não teria conseguido?, afirmou.


Mais Lidos