No restante da região, a cautela com os laços comerciais entre China e EUA e o aumento das tensões na Síria marcou a sessão.

Os mercados acionários da China avançaram nesta quarta-feira, com o mercado recebendo bem a promessa de Pequim de abrir mais o setor financeiro do país a investidores estrangeiros, e com as preocupações sobre uma guerra comercial com os Estados Unidos mostrando sinais de abrandamento.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,29%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,56%.

Os ganhos foram liderados pelas empresas dos setores bancário e imobiliário.

A China estabeleceu um cronograma mais claro nesta quarta-feira para abrir seu setor financeiro a mais investimentos estrangeiros até o final de 2018, conforme Pequim parece se defender das crescentes críticas dos Estados Unidos e de outros países de que limita injustamente a concorrência.

Isso aconteceu um dia depois de o presidente chinês, Xi Jinping, prometer abrir mais a economia para os investidores estrangeiros e reduzir tarifas de importação de produtos, incluindo carros, o que ajudou a acalmar os temores com a crescente disputa comercial com os Estados Unidos.

As agências globais de classificação de risco Moody's Investors Service e Fitch Ratings disseram nesta quarta-feira (11) que as tarifas propostas pelos EUA terão impacto direto limitado sobre a economia chinesa e que uma solução negociada é mais provável.

No restante da região, a cautela com os laços comerciais entre China e EUA e o aumento das tensões na Síria marcou a sessão. Os EUA e seus aliados do Ocidente estaria discutindo uma possível ação militar devido um suposto ataque com gás venenoso na Síria, o que pode provocar uma resposta da Rússia.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha variação positiva de 0,05% às 7h27(horário de Brasília).

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,49%, a 21.687 pontos.

Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,55%, a 30.897 pontos.

Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,56%, a 3.208 pontos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,29%, a 3.938 pontos.

Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,27%, a 2.444 pontos.

Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,43%, a 10.974 pontos.

Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,39%, a 3.479 pontos.

Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,48%, a 5.828 pontos.


Mais Lidos