Só meninos podem usar uniforme de ginástica em outras aulas da escola da Zona Sul do Rio. Alunas do Ensino Médio foram assistir às aulas no Dia da Mulher usando a bermuda.

Alunos do colégio Santo Inácio protestam por conta do uniforme escolar

Alunas do Ensino Médio do Colégio Santo Inácio protestaram na porta da instituição nesta quinta-feira (8) contra a proibição do uso do uniforme de educação física em outras aulas. Segundo elas, só os rapazes podem usar a bermuda de ginástica do dia a dia da escola, localizada em Botafogo, Zona Sul do Rio.

As estudantes combinaram de assistir as aulas usando a peça no Dia Internacional da Mulher, e o protesto teve apoio das mães, que foram até a porta do colégio. Um novo ato está previsto para esta sexta-feira (9).

Fora das aulas de Educação Física, as garotas têm que usar uma calça com comprimento um pouco abaixo dos joelhos.

"O manual da escola permite que os meninos usem a bermuda de Educação Física nos dias normais de escola. É uma bermuda de tactel. O uniforme das meninas, que é uma bermuda de helanca, não é permitida. Há uma distinção", afirmou Tatiana Campello, mãe de uma aluna e de um ex-aluno.

"O que elas podem usar é uma calça legging que vai um pouco abaixo do joelho. A desculpa para as meninas não usarem a bermuda é porque atrai e distrai os meninos", afirmou.

As meninas redigiram uma carta para apresentar à direção da escola nesta quinta, mas não teriam sido recebidas (veja a carta mais abaixo).

Segundo Tatiana, no fim do dia, os pais receberam um comunicado afirmando que o ingresso das moças com a bermuda de Educação Física seguia proibido.

No texto, o colégio afirma que "não se furta ao diálogo", mas que "dialogar não significa alterar resoluções ou renunciar a valores entendidos como inegociáveis, dispostos em documentos reconhecidos e aceitos no ato de matrícula". No mesmo comunicado, a escola afirmava que os estudantes que não estivessem com o uniforme dentro das normas nesta sexta seriam impedidos de entrar.

"O exercício de cidadania tem que ser feito com diálogo. A escola não pode se fechar ao diálogo. Eles têm que chegar a um termo comum", afirmou Tatiana.

Na manhã desta sexta-feira, o colégio divulgou uma nota à imprensa afirmando que recebeu uma comissão formada por estudantes e pais para ouvir as reivindicações e que dialogará com os representantes de turma.

Ainda de acordo com o Santo Inácio, as normas relativas ao uniforme estão descritas no site da instituição (veja íntegra da nota mais abaixo).

Carta das alunas do Ensino Médio à direção do Santo Inácio:

Excelentíssima direção do Colégio Santo Inácio,

Tomadas pelo sentimento da injustiça, insatisfeitas com as justificativas rasas das autoridades escolares e motivadas a argumentar pela igualdade de direitos, nós, alunas do Ensino Médio, redigimos esse documento com o objetivo de argumentar e propor uma solução plausível para o fenômeno que nos assola.

Em função do projeto de integração da Rede Jesuíta, um novo padrão de uniformes esportivos foi criado. Dentro desse quadro, conta um modelo de bermudas femininas e masculinas, que inicialmente, foi consagrado para uso no período de Educação Física. Com o passar do tempo, no entanto, apenas alunos do sexo masculinos foram autorizados a usufruir da bermuda rotineiramente. Ambos os modelos criado representam uma tentativa mais leve, confortável e arejada em comparação a clássica calça jeans escura. Isso é reflexo da composição dos materiais e tamanho da bermuda esportiva em contraponto a calça jeans.

Em relação a altura das bermudas esportivas, não há diferença entre o modelo masculino e o feminino. Entretanto, apenas as meninas são penalizadas pela instituição quando usufruem em dias convencionais (sem aula de Educação Física) ou até mesmo quando tem licença médica (em caso da necessidade de uma bota ortopédica). Já os meninos (em sua gritante maioria) usam todos os dias sem receber embargos da escola.

De acordo com o artigo 5º da Constituição de 1988, que alega no preâmbulo 1: "homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações". Com isso, não existem embasamentos jurídicos por parte da posição adotada pela Instituição que sirva como justificativa para apenas os meninos serem aptos a usufruir de conforto do vestuário enquanto as meninas são advertidas. É importante ressaltar que, em média, as garotas do Ensino Médio ficam 7 horas com o uniforme (contando com aula a tarde e tempo de locomoção) e que em uma cidade quente como o Rio de Janeiro, é uma dificuldade a ser enfrentada.

O principal argumento apresentado pelo Colégio foi evitar que as garotas atraiam olhares causando a distração dos meninos durante as aulas. Essa justificativa representa uma posição extremamente machista e objetificada da mulher, que não condiz com a identidade inaciana. Até quando comportamentos como esse serão tolerados? Até quando vamos revogar liberdades femininas ao invés de ensinar os meninos a respeitá-las?

Gostaríamos de reforçar que todas as opções de uniforme de esporte foram aprovadas pela Instituição e que portanto não há sentido em permitir a utilização diária de apenas parte do uniforme. Conjuntamente, não há intenções de revogar direitos masculinos com esta carta, mas sim ampliar igualmente os das mulheres.

Finalmente, gostaríamos de agradecer ao Colégio Santo Inácio pela abertura ao debate e reflexão conjunta. Suplicamos que a situação de desigualdade de direitos dentro da Instituição seja reavaliada.

Sinceros agradecimentos,

Alunas do Ensino Médio

Nota do Colégio Santo Inácio:

A Direção do Colégio Santo Inácio está acompanhando a reivindicação das alunas de trazerem para discussão temas da atualidade presentes no contexto educativo e social. Por isso, reitera que recebeu na manhã desta sexta-feira, 9 de março, uma comissão de alunos e pais para ouvir sobre as questões em pauta, e, conforme acordado na reunião, dialogará com os representantes de turma, canal legítimo eleito pelos próprios alunos, sobre essas questões, de acordo com seus princípios e valores, bem como, seu modo de ser e proceder.

Para informação, as normas de uso de uniforme, disponíveis no manual escolar no site do colégio, estabelecem uso de calça ou bermuda jeans para todos; calça em microfibra para todos; bermuda em microfibra para os meninos e calça legging em suplex para as meninas. As meninas do 6º ano do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio têm mais uma opção exclusiva para as aulas de Educação Física que é a bermuda em suplex.


Mais Lidos

Publicidades