Em abril, docentes já haviam paralisado as atividades, em função da falta de pagamentos de salários. Como a situação se repetiu, a greve voltou nesta terça-feira (15). Procurada pelo G1, a instituição de ensino ainda não se manifestou.

Os professores do Centro Universitário Metodista IPA, em Porto Alegre, retomaram a greve após assembleia nesta terça-feira (15). O motivo foi o não pagamento dos salários de abril. Uma nova reunião foi marcada, para a próxima sexta-feira (18), para avaliação da evolução do quadro salarial e do movimento.

Procurada pelo G1 através de sua assessoria, a instituição de ensino ainda não se manifestou.

Em abril, os docentes já haviam paralisado as atividades por pouco mais de uma semana, pelo mesmo motivo. De acordo com informações do Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinpro/RS), os atrasos vinham ocorrendo desde o semestre passado. No dia 3 deste mês, porém, o movimento foi encerrado.

O IPA tem aproximadamente 5,5 mil alunos matriculados nas três unidades localizadas em Porto Alegre.


Mais Lidos

Publicidades