Alunos disseram que a Uespi divulgou uma data de matrícula contraditória. A instituição escolheu os dias 1 e 2 de fevereiro para a realização das matrículas e afirma ter divulgado o período correto.

Três estudantes aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) informaram ao G1 que entrarão com mandado de segurança contra a Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Eles perderam o prazo e afirmam que a instituição ofertou curto prazo para os alunos. Todas as instituições tiveram do dia 30 de janeiro a 7 de fevereiro para realizar as matrículas.

Segundo os estudantes, o período estipulado pela instituição os impossibilitou de fazer a matrícula na chamada regular. Isso porque não conseguiram obter rapidamente os historicos escolares onde concluíram o ensino médio. Eles afirmam terem sido lesados pelo cronograma de matrícula divulgado pela universidade.

Os alunos disseram que a Uespi divulgou uma data de matrícula contraditória e dificultou o entendimento do período certo. Na captura da imagem, é possível observar que a data de matrícula para chamada regular cita o mês de janeiro, sendo que o correto seria fevereiro.

O estudante aprovado em química, Vitor Mendes, falou das dificuldades para conseguir a documentação em curto prazo e afirma que a Uespi divulgou uma data errada no site.

?Segunda-feira, eu enviei um e-mail para a Uespi solicitando uma explicação em relação a essas datas contraditórias, mas não responderam ainda", disse o estudante.

?Não deu tempo de conseguir a documentação porque a Uespi divulgou o período de matricula no dia trinta de janeiro e no dia primeiro de fevereiro já tinha iniciado as matriculas e acabava no dia dois, que caiu numa sexta-feira, sendo que no final de semana nada funciona. Juntei tudo na segunda-feira, dia cinco e quando cheguei na universidade, me deparei com a notícia que o prazo tinha acabado? concluiu Vitor Mendes.

Outra estudante explicou que mora muito distante e a burocracia para conseguir o certificado do Ensino Médio na escola atrasou o recolhimento da documentação exigida. A aluna relata que demora três dias úteis para ser gerado o certificado na escola que estudava.

?Eu moro em São Francisco do Piauí e aqui, como a cidade é pequena, demora muito pra conseguir uma declaração ou certificado na escola e não tinha condições de ter a documentação em dois dias?, afirmou a estudante que preferiu não se identificar.

Uespi diz que pode estipular prazo

A Assessoria de Comunicação da UESPI informou que o prazo de matricula, de acordo com o SISU, seria de 30 de janeiro a 7 fevereiro e dentro deste período, as Instituições de Ensino Superior (IES) escolheriam uma data para as matriculas dos estudantes , podendo antecipar ou aumentar o prazo.

A instituição escolheu os dias 1 e 2 de fevereiro para a realização das matrículas dos alunos e afirma ter divulgado o período correto, dentro do prazo oferecido pelo SISU.

Confira nota da Uespi na íntegra:


Mais Lidos

Publicidades