Ter um animal de estimação é uma das experiências que toda criança se lembra depois que cresce. Os animais oferecem grandes lições às crianças, além de enchê-las de um amor incondicional difícil de encontrar.

Ter um animal de estimação em casa é essencial para o desenvolvimento das crianças, o vínculo que se cria entre a família e a mascote promove o amor e a responsabilidade. Também constroem um fator de segurança e uma grande companhia para todos os integrantes da família.

Quais são os benefícios de ter um animal de estimação em casa?

1. Ensina às crianças sobre responsabilidade

É preciso ter em conta que adotar um animal implica em ter tempo e responsabilidadejá que praticamente se transforma em um membro a mais da família. A responsabilidade quanto ao seu cuidado e alimentação não pode recair por completo nem nos pais e nem nas crianças.

Por isso, os pais devem ensinar às crianças tudo o que se refere ao cuidado com o animalzinho. Por exemplo, quando é preciso dar banho no animal os pais devem fazê-lo com a ajuda de seus filhos para que assim eles possam observar e se dar conta do quão delicado é o cuidado oferecido.

O objetivo disso é que as crianças o possam fazer no futuro, sem ajuda dos pais. Igualmente, as crianças podem ser encarregadas tarefas simples como a alimentação do animal. Porém, os pais devem lhes lembrar ou perguntar se o animal já foi alimentado.

Até que chegue o dia em que eles mesmos se lembrem de alimentar o pet nos momentos necessários.

2. Fazem com que as crianças adquiram novos conhecimentos e aprendizados

Animais de estimação na sala de casa

Dependendo da mascote que a família tenha, as crianças vão obter conhecimentos sobre o animal. Por exemplo, se têm uma tartaruga como mascote, aprenderão sobre que tipos de tartarugas existem, de que se alimentam, qual é o seu habitat natural, quanto tempo vivem e como se reproduzem.

Ao crescer junto de uma mascote, as crianças poderão aprender que os animais também sofrem de doenças, se sentem frio e fome assim como os seres humanos. Além disso, poderão aprender as diferentes etapas da evolução (o nascimento, o crescimento, a reprodução e a morte).

3. Beneficiam a saúde das crianças

Ao crescer com cachorros, gatos ou animais com pelos, as crianças podem gerar uma resposta imune contra os agentes patógenos que causam as alergias e a asma. A presença de mascotes ajuda a diminuir a pressão arterial e fomenta uma boa saúde cardíaca.

Os animais fazem com que nossas vidas sejam mais saudáveis. Isso devido ao fato de que quando os acariciamos, nosso corpo começa a segregar endorfinas, neurotransmissores que reduzem o estresse, a ansiedade e a tristeza.

4. Oferecem um bom desenvolvimento emocional às crianças

Familia acariciando o seu animal de estimação

A companhia que as mascotes oferecem às crianças faz com que tenham uma boa atitude e autoestimamelhora sua confiança e os faz sentir mais seguros. Com uma mascote, as crianças aprendem a ser empáticas, podendo reconhecer se seu animal está feliz, cansado, triste ou tranquilo.

Também aprendem a importância de respeitar aos demais, cuidar, acariciar e compartilhar. Além disso, as crianças são capazes de criar fantasias onde sua mascote é a parte essencial da história, o que os deixa felizes. Adicionalmente, com isso se estimula a sua criatividade.

5. Reconfortam as crianças

Em ocasiões, queremos estar em silêncio e drenar todas as nossas tristezas. Nesses momentos, os pets costumam nos reconfortar nos oferecendo o seu amor incondicional e sua companhia em silêncio. Quando nos sentimos sós, eles são um grande apoio. Sua companhia nos dá forças para enfrentar o isolamento e a solidão.

6. Ajudam a todos os integrantes da família a ficar em forma

Familia com seu animal de estimação

Se a família decidiu adotar algum animal que gosta de ficar em momento, como é o caso do cachorro, ele ajudará a todos a estarem em forma devido ao fato de que terão que brincar com ele, levá-lo para passear e correr por todos os lados.

7. Ajudam a fortalecer o vínculo familiar

Quando a mascote é incluída nas atividades que a família realiza, ele se transforma na atração principal. Isso dá lugar a momentos especiais e, portanto, a belas recordações familiares junto ao animal, nesse momento o mais especial de todos.

Mascotes mais adequadas para as famílias

Animais de estimação olhando pela janela

Ter uma mascote é uma decisão muito importante, que não se pode tomar rápido. Na hora de escolher um animal de estimação, é necessário levar em conta: o tempo que se dispõe para cuidar dele, o caráter do animal e, dependendo da idade das crianças, o quão adequado pode ser para o seu desenvolvimento e a convivência na casa.

Os tipos de mascotes mais comuns são:

  • Cachorros. As raças mais recomendadas são: beagle, boxer, collie, são bernardo, poodle, schnauzer, dentre outros.
  • Gatos.
  • Pássaros.
  • Tartarugas.
  • Peixes.
  • Coelhos.
  • Hamsters.

Reflexão

Se a família escolher um cachorro como mascote, precisa considerar que cada vez que chegarem haverá um ser amoroso esperando-os com grande alegria e felicidade.

Porém, sem importar qual mascote escolha, ele oferecerá uma experiência inesquecível. O animal será tão amado que se tornará membro da família.