Reduzir carboidratos em nossa dieta não só nos permitirá baixar o peso com maior facilidade, mas também evitaremos múltiplos problemas de saúde. Não se trata de eliminá-los, mas sim de escolher os adequados.

Você é das pessoas que estão o tempo todo pensando em novas ideias para diminuir medidas? Foca só na quantidade de gordura que come sem considerar mais nada? Neste caso, você deve continuar lendo, porque te contaremos sobre a importância de reduzir carboidratos para ter a aparência que deseja.

Talvez você se surpreenda ao descobrir que muitos dos seus problemas serão solucionados só de reduzir carboidratos. O mais importante é que você entenda que não deve eliminar por completo os carboidratos, mas sim escolher os mais saudáveis.

1. As dietas pobres em carboidratos combatem a obesidade severa

Se você for uma pessoa com sobrepeso excessivo, deve saber que reduzir carboidratos pode te fazer perder uns 5 quilos em 6 meses. Esta quantidade pode parecer muito baixa para algumas pessoas. Porém, a obesidade severa é um problema difícil de combater e sair desse padrão pode reduzir consideravelmente seus problemas médicos como:

  • Diabetes
  • Síndrome metabólica

Foi comprovado que as pessoas que têm obesidade severa e seguem a dieta pobre em carboidratos conseguem:

  • Reduzir triglicerídeos.
  • Melhorar a resistência à insulina.
  • Manter os níveis de insulina estáveis.

No que tem a ver com a perda de peso, ao fazer a comparação entre quem segue uma dieta pobre em gordura e uma pobre em carboidratos, os resultados foram:

  • Aqueles que seguiram a dieta pobre em gordura só perderam entre 1,9 e 4,2 quilos em 6 meses.
  • Quem recebeu a dieta pobre em carboidratos perdeu entre 5,8 e 8,6 quilos em 6 meses.

2. As dietas que se baseiam em reduzir carboidratos ajudam aos adolescentes com sobrepeso

diminuir carboidratos ajuda a reduzir medidas

Sabemos que é importante manter um peso saudável a todo momento. Porém, as crianças e adolescentes devem ter um controle mais intenso para evitar que se apresentem problemas de saúde muito cedo.

Em um estudo realizado no ano 2000 foi comprovado que uma dieta que tenha por objetivo reduzir carboidratos, reduz peso e riscos de problemas cardiovasculares em adolescentes obesos. Ele foi realizado durante 12 semanas e os resultados foram surpreendentes: em média os participantes perderam uns 9 quilos.

É importante lembrar que, nos adolescentes, conseguir estas mudanças é muito importante no que tem a ver com sua saúde emocional. Ao conseguir um peso saudável, também aumenta-se sua autoestima e confiança em si mesmos.

Algo que se deve ter em conta é que esta dieta deve estar acompanhada de uma educação sobre alimentação para formar bons hábitos e corrigir os que não estão ajudando.

3. Uma dieta pobre em carboidratos também melhora o humor

Familia com dieta baixa em carboidratos

Você reparou que geralmente está de mau humor? Talvez se deprima com facilidade e não sabe o por quê? Nesse caso, deve saber que um estudo comprovou que as dietas pobres em carboidratos ajudam a:

  • Controlar o apetite.
  • Combater a insônia.
  • Reduzir a fadiga.
  • Reduzir os problemas estomacais.

Neste sentido, é importante lembrar que tudo o que comemos influencia de certa forma na química do cérebro. Da mesma maneira que o chocolate ajuda a ser mais feliz, os carboidratos processados geram problemas constantes.

Em outro estudo também foi comprovado que reduzir carboidratos negativos em sua dieta melhorará sua agilidade mental. Ou seja, sua capacidade de pensamento e reação será muito mais eficiente.

Algumas recomendações ao escolher os carboidratos que comerá

Mulher escolhendo outros alimentos para diminuir carboidratos

  • A primeira coisa que você deve lembrar é que precisa incluir carboidratos em sua dieta. Um erro comum é pensar que deve eliminá-los por completo para perder peso.

Porém, uma dieta saudável requer uma quantidade moderada de carboidratos para obter energia. Se não os consumir, em pouco tempo se sentirá esgotado com as atividades mais simples.

  • É importante que combine os carboidratos com fibra de boa qualidade. As melhores opções são os grãos integrais, vegetais e frutas. Em média deve consumir uns 18 gramas de fibra para ajudar seu corpo a processar os carboidratos.
  • Peça ao seu nutricionista que lhe ensine a fazer uma contagem de carboidratos e que indique a quantidade correta para você. Fazer essa medida é muito simples, mas requer certo treinamento inicial.

Agora você já sabe: vigiar os carboidratos que você come é mais importante do que evitar as gorduras em sua dieta.


Publicidades