Diversos

Saiba como é a redução para nariz grande com a rinoplastia

A plástica do nariz, chamada rinoplastia, tem o objetivo de remodelar a estrutura nasal para aumentar, diminuir, fazer correções estéticas ou de desvio de septo de modo a criar um visual harmonioso na face do paciente.

Por ser um procedimento cirúrgico, são necessários cuidados antes e depois da intervenção, garantindo que a recuperação do paciente seja tranquila e alcance os resultados esperados. A rinoplastia deve ser realizada em hospital, pois utiliza de anestesia geral. 

Indicações

Ao optar pela intervenção, o paciente deve se consultar com um cirurgião plástico especializado, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e que tenha qualificação e experiência neste tipo de procedimento.

Indica-se a rinoplastia de redução para diversos casos, como nariz grande ou largo, narinas afastadas, além de outras correções que melhoram a capacidade respiratória do paciente ou harmonizam seus traços faciais. 

Em casos de nariz grande, seu perfil é desproporcional ao rosto por ser muito projetado para frente ou por ser largo demais, ocupando muito espaço no centro da face.

Rinoplastia de redução

No procedimento, o cirurgião faz a raspagem e lixamento do osso protuberante para reduzir a altura do nariz. Pequenas fraturas permitem ao especialista estreitar seu formato. Cada resultado requer técnicas diferentes:

  • Nariz protuberante: o cirurgião centra-se em abaixar a giba nasal ou dorso do nariz. Com cortes, ele retira o excesso de tecido, cartilagem ou osso. Raspando até chegar no formato desejado;
  • Nariz largo: normalmente, o fato de o dorso ser mais baixo contribui para deixá-lo mais frouxo. Por isso, a primeira alteração será na giba nasal com um enxerto de cartilagem, podendo também mexer na largura das narinas;
  • Narinas afastadas: caso mais simples da rinoplastia de redução, no qual o cirurgião não precisa alterar sua estrutura, fazendo apenas a ressecção, ou seja, a retirada de tecido das laterais das narinas, reposicionando-as.

Em todas as técnicas, o objetivo é alcançar um resultado natural, que respeite as características do indivíduo de forma a contribuir com a autoestima do paciente.

Há dois modos de realizar a rinoplastia: de formas aberta (exorrinoplastia) e fechada (endonasal). Na primeira, incisões são executadas nas narinas, sendo indicada quando o órgão precisa de muitas modificações. A segunda maneira é feita com cortes internos, agilizando a recuperação do paciente.

Recuperação

O pós-operatório de uma rinoplastia de redução influencia muito em como será o resultado, já que compreende o período de cicatrização da nova estrutura nasal. Por isso, cabe ao paciente deve colaborar com o processo, seguindo as orientações do médico.

Desde a primeira semana, pode-se ver o novo formato do nariz. Porém, como a parte óssea leva mais tempo para sedimentar, o visual final requer até dois anos. 

O paciente vai para casa com uma tala para proteger as modificações feitas. Na semana posterior à cirurgia, o nariz pode apresentar hematomas e inchaço decorrentes dos traumas da cirurgia.

Um leve desconforto para respirar é comum por conta do inchaço dos tecidos internos. Pode ser indicada a fisioterapia dermatofuncional para ajudar na recuperação.

O retorno para as atividades físicas será liberado gradualmente, conforme a cicatrização do paciente. Caso julgue necessário, o médico pode prescrever analgésicos simples para minimizar os desconfortos dos primeiros dias.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo