Negócios

Storytelling: Entenda a importância para sua marca!

Storytelling é uma estratégia para contar histórias, por meio de técnicas inspiradas em roteiristas e com isso transmitir uma mensagem para o público, de maneira inesquecível.

As pessoas podem ter ideias e mensagens muito interessantes para transmitir, mas para que os demais possam se interessar e compreender o que está sendo dito, é fundamental saber como fazer isso.

Se não houver uma técnica e um bom planejamento, a tendência é diminuir a audiência e, consequentemente, os resultados. Vários escritores, no início de suas carreiras, não tinham uma escrita cativante o bastante.

Ao longo do tempo, eles encontraram o seu tom de voz e desenvolveram a capacidade de contar histórias que realmente encantam as pessoas. As organizações precisam ter a mesma capacidade.

Isso acontece porque, hoje em dia, existe uma grande quantidade de conteúdos disponíveis 24 horas por dia, e a marca que conseguir se diferenciar, atrai a atenção das pessoas e deixa de ser apenas mais uma na multidão.

O storytelling serve justamente para isso, então, vamos explicar o seu conceito, mostrar as vantagens dessa estratégia e esclarecer o que precisa ser feito para colocá-la em prática.

Entenda o conceito de storytelling

Storytelling nada mais é do que a habilidade de desenvolver, adaptar e contar histórias, por meio de alimentos específicos, como:

  • Personagem;
  • Ambiente;
  • Conflito;
  • Mensagem.

Essas histórias contam eventos, que possuem começo, meio e fim e transmitem uma mensagem inesquecível para o público, é são capazes de desencadear reações emocionais.

Mas, antes de aplicar essa estratégia, é importante entender que, mesmo diante do fato de que toda a narrativa é um storytelling, nem todo storytelling é uma narrativa.

Uma empresa zeladoria pode interpretá-los como sinônimos, mas quando vai contar uma história, eles se diferenciam muito.

A marca pode incorporar alguns elementos em seus conteúdos, sim transformar essa estratégia em uma narrativa. O conceito de mostrar para não falar é uma forma de ilustrar essa diferença.

Descrever um evento ou informação se aplica muito melhor à explicação, identificação e entendimento, do que apresentar os fatos de maneira simples e direta.

Mas, mesmo que não sejam a mesma coisa, o storytelling traz muitas vantagens para os negócios.

Vantagens do storytelling

O mercado está saturado de conteúdos, diante disso, saber contar uma história de maneira clara e concisa traz vantagens competitivas para o negócio.

Essa prática tem a capacidade de melhorar a relação entre a empresa e os consumidores, além de cativar a audiência.

Mas, para que a história seja realmente relevante, é necessário considerar alguns fatores, como os personagens, o vocabulário utilizado, o enredo, a realidade dos espectadores, dentre outras questões.

Entretanto, se uma empresa de embalagem personalizada para roupas souber utilizar todos esses elementos, conseguirá persuadir o receptor, além de ter acesso a algumas vantagens, como:

Transmitir sua personalidade

Essa prática é fundamental para transmitir a personalidade da companhia, tanto por meio de histórias narradas pela própria corporação, como aquelas criadas pelos usuários.

Para potencializar ainda mais os impactos, uma boa dica é combinar as duas, visto que elas conseguem transmitir a mensagem com mais clareza.

Fidelizar os clientes

Quando uma pessoa lê uma história, acende partes de seu cérebro relacionadas à linguagem e toda a parte ligada à experiência dos fatos.

Em outras palavras, é como se o indivíduo estivesse vivenciando aquilo que está lendo, o que faz com que ele se sinta parte do contexto e por isso se torne fiel à marca.

Criar líderes de mercado

Um dos setores que mais utilizam o storytelling é a indústria automotiva, e essa prática fez com que muitas se tornassem líderes em seu mercado.

Isso acontece porque a marca se torna protagonista de algo que mexe com os sentimentos das pessoas, a partir disso, ela será conectada a uma mensagem e vai se destacar de seus concorrentes.

Atingir o emocional do público

Se um fabricante de piso vinílico apartamento quiser atingir o emocional dos consumidores, precisa contar uma boa história.

Entretanto, ela precisa ser real ou, pelo menos, baseada em fatos reais, pois isso vai evocar as emoções e sentimentos da audiência.

Só que para ter acesso a todas as vantagens dessa estratégia, é fundamental saber colocá-la em prática.

Como aplicar o storytelling ao seu negócio

Quando essa estratégia é bem feita, traz razões convincentes para que os consumidores comprem de determinada marca.

Ela inspira confiança entre as empresas e consumidores, além de fortalecer as relações com funcionários e fornecedores.

Quem possui o próprio negócio precisa saber contar uma boa história sobre ele e incluir essa prática em seu planejamento de marketing.

A história de um fabricante de etiqueta patrimonial autoadesiva tem um propósito estratégico e é capaz de atrair as pessoas. Mas, para colocar essa estratégia em prática, é necessário seguir alguns passos. São eles:

Ser autêntico

Criar uma narrativa autêntica é o melhor caminho para conquistar a confiança dos consumidores. O maior erro, por outro lado, é tentar enganar as pessoas com uma história exagerada.

Os clientes sabem quando a organização está tentando enganá-los, e ninguém gosta dessa sensação. A história da organização não precisa ser elaborada, pois falar simplesmente como tudo aconteceu é a melhor forma de criá-la.

Trabalhar com uma narrativa genuína aumenta a conexão entre a companhia e os consumidores, ao contrário do que faria uma história fantasiosa.

Uma das maiores características do storytelling e que fazem dele uma prática singular é a transparência, e somente isso pode transmitir o aspecto humano da corporação.

Não é tão simples mostrar falhas e desafios, mas ao fazer isso, uma loja de bateria tracionária moura consegue criar uma conexão emocional e se mostrar inovadora e resiliente.

Justamente por conta disso, muitas companhias escolhem abrir para o público sua comunicação, mostrar como tudo é feito e como se dão os processos internos.

Ter consistência

Se a história está desorganizada, os clientes podem se sentir confusos e desinteressados, portanto, é crucial ter consistência ao veicular ela em diferentes canais de comunicação.

Isso quer dizer usar as mesmas cores, slogan e logotipo, tanto em materiais de marketing digital quanto nos impressos.

Repetir imagens e palavras associadas à corporação é uma forma de aumentar o reconhecimento da empresa. Mas, lembre-se de que narrar histórias requer muita prática, portanto, procure conhecê-la muito bem antes.

Definir os parâmetros

O storytelling do seu negócio precisa ser envolvente, mas para isso é necessário que tenha um foco claro, caso contrário, fica muito difícil prender a atenção dos consumidores.

Nesse contexto, um fabricante de produtos para polimento de metal precisa determinar quem está contando a história, para quem ela está sendo contada, por que, quando o fato aconteceu, quem são os envolvidos e os desafios enfrentados.

São esses parâmetros que vão ajudar a desenvolver algo envolvente e que faça sentido para a audiência.

Estabelecer um objetivo

Uma boa história sempre transmite uma mensagem para as pessoas, ou seja, ela ensina alguma coisa, e a companhia precisa definir o que querem ensinar para o seu público.

Para isso, é necessário estabelecer um objetivo, além de que, essa etapa ajuda a mostrar quem é a empresa e de onde ela veio. Como resultado, a organização conquista a confiança do público em relação às suas ofertas e valores.

Envolver a participação dos clientes

Por fim, para realmente estabelecer uma conexão emocional com o público, uma boa dica é envolver a participação dos clientes.

A empresa pode pedir que as pessoas contem sobre algum evento relacionado ao negócio que marcou e que ensinou alguma coisa. É uma forma de incentivar respostas imediatas e tornar a história da companhia algo compartilhável e memorável.

Os consumidores gostam de fazer parte da história de empresas nas quais eles confiam, desde um fabricante de conexões fofo até os mais variados nichos de atuação.

Independentemente de qual seja o seu segmento, encontre maneiras de envolver o público, pois muitas pessoas vão querer participar e compartilhar histórias que vivenciaram com a sua marca.

Considerações finais

A internet está abarrotada de conteúdos dos mais diferentes tipos e sobre os mais variados assuntos. Basta pesquisar qualquer tema no Google, como locução em off, para encontrar materiais criados por empresas que atuam no setor.

Mas, sem dúvida, se você encontrar uma história relacionada àquilo que procurou vai se sentir muito mais interessado, do que se estivesse lendo um mero conteúdo explicativo.

O storytelling é uma maneira muito mais próxima de conversar com o público, por meio de uma história que fará as pessoas refletirem sobre a mensagem.

Tendo em vista que as organizações crescem, mudam e vivenciam novos capítulos em sua história, nada melhor do que compartilhá-la com o público e humanizar a companhia perante a audiência.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo