Resultado é 12% maior do que o registrado no mesmo período do ano anterior.

A Apple registrou lucro recorde de US$ 20,065 bilhões no primeiro trimestre de seu exercício fiscal de 2018 -- encerrado em 30 de dezembro de 2017. O resultado representa uma alta de 12% em relação ao mesmo período do exercício anual anterior.

A companhia informou que, nesse mesmo trimestre, obteve investimentos avaliados em US$ 88,293 bilhões, número 13% maior.

O lucro líquido por ação da Apple foi de US$ 3,89, frente aos US$ 3,36 obtidos no primeiro trimestre do ano fiscal de 2017. Os resultados foram melhores que o esperado pelos analistas.

Segundo a Apple, o iPhone segue sendo responsável pela maior parte de seus investimentos, mas vendeu menos que no mesmo trimestre do ano anterior (77,316 bilhões de unidades, quase 1 bilhão a menos), mas aumentou o seu faturamento com US$ 61,576 bilhões, um crescimento de 13%.

A categoria de serviços, que engloba conteúdos digitais, AppleCare e Apple Pay, foi a segunda que mais contribuiu (US$ 8,471 bilhões), deslocando os computadores iMac.

O número de iMacs vendidos caiu em relação ao exercício anterior, bem como o seu faturamento: 5,112 bilhões de unidades representaram US$ 6,895 bilhões, frente aos 5,374 bilhões de 2016, que representaram US$ 7,244 bilhões.

Por outro lado, os iPad ganharam peso, com 13,17 bilhões de unidades vendidas, com investimentos de US$ 5,862 bilhões, assim como outros produtos como Apple TV, Apple Watch e iPod Touch (US$ 5,489 bilhões).

* Com EFE e Valor


Mais Lidos