Homem envolvido em briga em frente ao Instituto Lula sofreu traumatismo craniano

O homem que se envolveu em uma confusão em frente ao Instituto Lula, na noite desta quinta-feira, 5, sofreu traumatismo craniano e está internado. As informações são do boletim médico do Hospital São Camilo, localizado em frente ao escritório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – e onde o manifestante foi hospitalizado.

De acordo com o hospital, ainda na quinta-feira, o rapaz, que não teve o nome divulgado, passou por exames que constataram o quadro de traumatismo craniano. Ele foi então submetido a “intervenções cirúrgicas”, e não há previsão de alta ou informações sobre o seu estado de saúde, afirma o São Camilo.

O homem fazia parte de um pequeno grupo de pessoas que se manifestava a favor da prisão de Lula na noite de quinta. Segundo relatos, ele gritou palavrões quando o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) e Márcio Macedo, um dos vice-presidentes do partido, entraram no Instituto Lula.

A provocação deu início a uma confusão com manifestantes pró-Lula e, em meio a isso, ele bateu a cabeça na caçamba de um caminhão, ficou um tempo desacordado e depois se dirigiu ao hospital em frente ao prédio.

Homem envolvido em briga em frente ao Instituto Lula sofreu traumatismo craniano

Homem envolvido em briga em frente ao Instituto Lula sofreu traumatismo craniano

O homem que se envolveu em uma confusão em frente ao Instituto Lula, na noite desta quinta-feira, 5, sofreu traumatismo craniano e está internado. As informações são do boletim médico do Hospital São Camilo, localizado em frente ao escritório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – e onde o manifestante foi hospitalizado.

De acordo com o hospital, ainda na quinta-feira, o rapaz, que não teve o nome divulgado, passou por exames que constataram o quadro de traumatismo craniano. Ele foi então submetido a “intervenções cirúrgicas”, e não há previsão de alta ou informações sobre o seu estado de saúde, afirma o São Camilo.

O homem fazia parte de um pequeno grupo de pessoas que se manifestava a favor da prisão de Lula na noite de quinta. Segundo relatos, ele gritou palavrões quando o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) e Márcio Macedo, um dos vice-presidentes do partido, entraram no Instituto Lula.

A provocação deu início a uma confusão com manifestantes pró-Lula e, em meio a isso, ele bateu a cabeça na caçamba de um caminhão, ficou um tempo desacordado e depois se dirigiu ao hospital em frente ao prédio.