Estilo de vida

Minimalismo: o que é e como aplicar em seu dia a dia

minimalismo pode ser dado como um estilo de vida e uma estética com o objetivo de simplificar e reduzir para o essencial. Esse conceito surgiu no final do século 20 e ultrapassou as raízes artísticas para influenciar vários aspectos culturais.

Envolve a ideia de que menos é mais para eliminar supérfluo, destacar o essencial e criar espaços, objetos e estilos de vida limpos e significativos.

Sua aplicação na arquitetura e no design acontece por meio da simplicidade nas formas, linhas e cores, além de evitar excessos ornamentais.

As pessoas também podem aplicar o minimalismo em seu estilo de vida, buscando o desapego de posses materiais desnecessárias para garantir a qualidade sobre a quantidade.

O pensamento minimalista é focado em experiências e relações pessoais significativas, ao invés de acumular bens materiais.

Isso mostra que esse conceito é focado em descomplicar, simplificar e se concentrar no que é realmente importante. Traz clareza mental reduz as distrações e promove uma abordagem mais simples para a vida.

Para entender melhor, este artigo vai explicar o minimalismo no estilo de vida, quais são seus benefícios no dia a dia, como ele funciona e onde pode ser aplicado.

O minimalismo no estilo de vida

O minimalismo no estilo de vida se dá por uma abordagem consciente que simplifica e focaliza o essencial, evitando o consumismo excessivo e a acumulação de bens materiais.

Ao adotá-lo, a pessoa consegue se desapegar dos excessos, concentrar-se em experiências valiosas e estabelecer relacionamentos significativos. Essa é uma maneira de reduzir excessos de pertences e investir em qualidade ao invés da quantidade.

Por exemplo, na hora de adquirir moveis planejados para banheiro de apartamento, o proprietário do imóvel vai preferir itens de qualidade e que vão durar muito mais tempo.

Além de simplificar o ambiente físico, o minimalismo consegue liberar espaço mental, proporcionar sensação de leveza e redefinir prioridades. Em outras palavras, a pessoa se concentra naquilo que é realmente importante.

Isso encoraja o consumo consciente e faz o indivíduo questionar cada item para evitar a acumulação desnecessária. A vida se torna mais intencional e as escolhas refletem valores pessoais.

Ocorre, portanto, uma busca por experiências satisfatórias, aprendizado e conexões emocionais, ao invés de possuir objetos materiais.

Benefícios do minimalismo no dia a dia

Praticar o minimalismo no dia a dia traz diversos benefícios que estão além da organização física do espaço. A abordagem consegue simplificar e focar naquilo que é essencial, e isso aumenta a qualidade de vida e o bem-estar.

O indivíduo experimenta uma redução no estresse e na sobrecarga mental, pois passa a eliminar tudo aquilo que é desnecessário, compromissos excessivos e distrações para que sua mente se acalme e tenha mais clareza para tomar decisões.

Uma pessoa minimalista consegue encontrar o melhor valor de piso dissipativo para sala porque se concentra nessa tarefa e não se apega a outras preocupações.

Até mesmo a gestão do tempo pode ser otimizada, uma vez que as prioridades estão mais claras e bem estabelecidas. Uma forma de se concentrar no essencial e dedicar tempo às atividades significativas, hobbies e relações interpessoais.

Isso traz sensação de realização e satisfação pessoal, além do mais, a prática do minimalismo está diretamente relacionada à melhoria nas finanças pessoais.

A pessoa vai questionar sua necessidade a cada compra e reduzir a busca por coisas supérfluas, por isso, vai economizar dinheiro, evitar dívidas desnecessárias e direcionar seus recursos para aquilo que é realmente importante.

Toda a atmosfera do cotidiano se torna mais organizada e funcional, principalmente nos espaços físicos que são mais fáceis de manter e limpar.

Menos pertences significa menos coisas para administrar, por consequência, o espaço será mais arrumado e agradável. É uma maneira simples de criar um lar acolhedor para todos os moradores.

Outro ponto positivo é a abordagem sustentável e ecológica do minimalismo, pois a partir do momento em que a pessoa consome de maneira consciente e reduz os desperdícios, ajuda a preservar o meio ambiente.

Por exemplo, é muito melhor providenciar o conserto de ar condicionado residencial do que comprar outro aparelho.

Todas essas ações colaboram com o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal, visto que o desapego de padrões de consumo impulsivos e saber priorizar as coisas ajuda a descobrir o que realmente tem valor.

É um processo que ajuda a definir metas alinhadas aos valores individuais e promover um senso de propósito e significado de vida mais profundo.

Como funciona o minimalismo?

O minimalismo está além de uma estética porque se trata, também, de uma filosofia de vida que simplifica o cotidiano e destaca o essencial.

A eliminação consciente do excesso, seja físico ou mental, ajuda a criar uma existência significativa. No âmbito material, ele trata de reduzir os pertences desnecessários e valorizar a qualidade sobre a quantidade.

Por exemplo, em uma obra, vale muito mais a pena construir um mini closet planejado para o usuário de um cômodo do que algo muito maior onde vai sobrar espaço inútil.

No dia a dia, esse conceito aumenta a consciência sobre as decisões, por meio de questionamentos sobre a utilidade e a relevância de objetos, atividades e compromissos.

Adotar o minimalismo é desvincular o sentido de felicidade da posse excessiva para que a vida seja mais centrada em valores intangíveis.

Trata-se de uma jornada pessoal única para cada indivíduo, de modo a desenvolver uma mentalidade leve e significativa, promover conexão profunda consigo mesmo e estabelecer o que realmente importa na vida.

Onde aplicar o minimalismo?

Como falado anteriormente, o minimalismo é um conceito que está além do âmbito estético, por essa razão, pode ser aplicado em várias áreas da vida, com o objetivo de promover simplicidade e significado. Algumas opções de aplicação são:

  • Espaço físico;
  • Guarda-roupa;
  • Finanças pessoais;
  • Compromissos;
  • Tecnologia e redes sociais;
  • Alimentação;
  • Relacionamentos;
  • Saúde mental.

Ao planejar seu espaço de trabalho, o empreendedor pode escolher uma estação de escritório que atenda às suas necessidades, mas sem exageros.

Isso é possível porque, no ambiente físico, uma das coisas mais importantes é ser minimalista. Essa linha de pensamento vai reduzir a quantidade de pertences e adotar uma abordagem que promova espaços organizados, funcionais e limpos.

No mundo da moda, ser minimalista é cultivar um guarda-roupa com peças versáteis e atemporais. A pessoa vai evitar compras impulsivas e focar naquilo que é essencial ou que pode ser combinado de várias maneiras.

Embora isso reduza a quantidade de peças, vai simplificar as escolhas do dia a dia, fazendo com que o cotidiano seja muito mais prático na hora de se vestir.

O minimalismo também pode ser aplicado às finanças pessoais. Por exemplo, uma pessoa vai priorizar a instalação de armário planejado para escritório, ao invés de gastar dinheiro com coisas supérfluas.

Essa atitude perante as finanças evita dívidas desnecessárias e ajuda a direcionar os recursos para aquilo que é realmente importante. Além disso, é possível focar na qualidade das experiências, em vez de acumular bens materiais.

Minimizar compromissos e agenda pessoal é essencial para priorizar atividades significativas e eliminar o desnecessário. A pessoa terá mais tempo para suas necessidades pessoais, vai reduzir o estresse e promover uma vida equilibrada.

Em uma sociedade digitalizada, também é interessante adotar um pensamento minimalista para reduzir a dependência de tecnologia e redes sociais.

Reduzir o tempo de tela ajuda o cérebro a descansar e a se concentrar naquilo que realmente importa, por exemplo, escolher com calma um tapete sob medida para a sala.

Também é importante organizar os aplicativos essenciais e se desconectar periodicamente para que a experiência digital seja mais intencional.

Na alimentação, essa linha de pensamento simplifica a dieta, mantendo o foco em alimentos frescos e nutritivos. O recomendável é evitar o excesso de opções e partir para uma abordagem consciente que promova o bem-estar físico e mental.

Já no aspecto social, o minimalismo ajuda a cultivar relacionamentos significativos e saudáveis. A pessoa vai eliminar amizades tóxicas e manter o foco na qualidade dos vínculos para construir uma rede de apoio genuína.

Nos espaços físicos, o minimalismo pode ser encontrado em vários elementos, desde uma almofada até um mezanino metálico com piso wall. Todo esse conjunto de aplicações traz mais saúde mental.

Ser minimalista mentalmente é simplificar pensamentos e práticas, além de reduzir o estresse e a ansiedade. Algumas práticas, como meditação e mindfulness, são muito úteis para aplicar essa abordagem.

Considerações finais

Simplicidade é a palavra-chave do conceito minimalista, uma ideia que simplifica a vida e abre espaço apenas para o que realmente importa.

É essencial para se libertar de amarras e excessos, além de refletir sobre prioridades, bem-estar e consumo consciente.

Esse estilo de vida é leve e ajuda a criar uma jornada pessoal voltada para um cotidiano autêntico e totalmente alinhado aos valores essenciais e individuais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo