Sociedade

5 dicas para tornar o ambiente de trabalho mais seguro

Tornar o trabalho seguro é fundamental e uma obrigação de todas as empresas, é dessa forma que a companhia garante o bem-estar dos colaboradores e melhora a rotina de trabalho.

A prevenção de acidentes é fundamental porque a cada ano, cerca de 700 mil trabalhadores sofrem acidentes no Brasil, resultando em lesões sérias e até casos de morte.

Muito mais do que prejudicar a vida dos colaboradores, as companhias são gravemente afetadas por pagamentos de indenizações e afastamentos. Nesse sentido, a melhor forma de lidar com o problema é evitá-lo.

São muitos setores e funções que precisam dar atenção a esse tema, e algumas medidas são fundamentais para garantir a proteção dos trabalhadores.

O local de trabalho é onde as pessoas tiram seu sustento, mas é muito difícil e desmotivador quando o profissional enxerga muitos riscos e não se vê protegido. Qualquer pessoa tem seu rendimento prejudicado por ambientes arriscados.

Por isso, vamos mostrar o número de acidentes que os profissionais sofrem anualmente, falar sobre a importância de preveni-los, quais são os deveres da empresa e dar algumas dicas para evitar acidentes e tornar o espaço mais seguro.

Acidentes de trabalho no Brasil

Entre 2012 e 2020, o Brasil registrou cerca de 6 óbitos a cada 100 mil empregos formais, de acordo com um levantamento realizado pelo Ministério Público do Trabalho e pela Organização Internacional do Trabalho.

No mundo todo, um trabalhador morre por acidente ou doença a cada 15 segundos, e cerca de 21.467 profissionais eram brasileiros, e isso entre os anos de 2012 e 2020.

Em outras palavras, são 6 óbitos a cada 100 mil empregos formais, um número assustador para empresas e trabalhadores.

Muitas companhias, como uma empresa de pavimentação asfáltica, investem em estratégias para reverter o quadro. Isso porque o Brasil está em segundo lugar nos índices de mortalidade no trabalho entre os países pertencentes ao G20.

O primeiro colocado é o México, com 8 óbitos a cada 100 mil empregos. Entre os países com menos índices de mortalidade estão o Japão, o Canadá e a Argentina. Em 12 anos, o Brasil registrou 5,6 milhões de doenças e acidentes de trabalho.

É importante se atentar quanto a isso porque doenças e acidentes provenientes das atividades laborais podem provocar uma perda de 4% do PIB global anualmente. 

Entre as ocupações mais afetadas estão:

  • Técnicos de enfermagem;
  • Faxineiros;
  • Auxiliares de escritório;
  • Vigilantes;
  • Vendedores varejistas;
  • Alimentadores de linha de produção.

A maior parte dos acidentes acontecem por conta da operação de máquinas e equipamentos, o que mostra claramente a falta de proteção coletiva em diversas empresas.

Com base nessas informações, não é difícil entender por que um fabricante de tampo de vidro bisotado precisa investir em segurança do trabalho.

Importância da segurança do trabalho

A segurança do trabalho estabelece medidas para evitar acidentes, o que traz muitos benefícios para os trabalhadores e as organizações.

Em primeiro lugar, é uma forma de identificar riscos, analisar o local das atividades e criar planos de prevenção, mitigação e eliminação de possíveis acidentes.

A companhia identifica altura, riscos de choque elétrico, possíveis inalações de vapores químicos, presença de vírus, bactérias e outros microrganismos, posturas inadequadas, esforço repetitivo e possibilidades de incêndio.

Essa preocupação torna o dia a dia mais organizado, pois para garantir a segurança e evitar acidentes, é necessário organizar processos, ações, espaços, acessos e restrições.

A organização identifica facilmente situações que devem ser eliminadas, de modo a reduzir as possibilidades de acidentes graves.

Tornar o ambiente de trabalho mais seguro e saudável também diminui drasticamente os custos com acidentes, bem como afastamentos por longos períodos que custam muito caro para a empresa.

Quando o profissional sofre um acidente, a companhia precisa pagar salário e benefícios por até 14 dias e encontrar um substituto para as funções.

Esse processo também garante que uma lavanderia industrial de uniformes cumpra com todas as determinações legais da Consolidação das Leis do Trabalho.

Existem regras que devem ser cumpridas, e quando isso não acontece, a corporação está sujeita a multas e processos trabalhistas, mas a única forma de evitar, é entender qual é a obrigação da empresa.

Quais são os deveres da empresa?

Para evitar acidentes no dia a dia do trabalho, existem alguns deveres e obrigações que as empresas precisam cumprir, como adquirir o EPI adequado, exigir o seu uso e fornecer equipamentos com o devido certificado de aprovação.

Também é muito importante oferecer treinamentos sobre o uso dos equipamentos de proteção individual, fazer seu devido armazenamento e substituir o equipamento quando for danificado ou extraviado.

Também é obrigação de uma empresa de motoboy para entrega de documentos garantir a higienização e limpeza dos materiais, e comunicar ao Ministério do trabalho qualquer irregularidade observada.

Mas, não são somente as empresas que precisam cumprir deveres e obrigações em relação à prevenção de acidentes de trabalho.

Cabe aos colaboradores cumprirem seu papel, utilizando os equipamentos de proteção individuais apenas para a finalidade correta, cuidar de seu armazenamento e conservação, e comunicar qualquer alteração ao empregador.

É fundamental que os funcionários façam bom uso do equipamento, para que ele esteja sempre em boas condições de uso.

Como prevenir acidentes e garantir a segurança?

Em busca da qualidade de vida e da segurança dos profissionais no ambiente de trabalho, existem várias medidas que as empresas podem adotar para aumentar a segurança do local e evitar acidentes. São elas:

1.    Identificar os riscos

Procure explorar todos os ambientes e identificar os locais que precisam de mais atenção, pois apresentam mais riscos de acidentes.

Além de fornecer os equipamentos necessários, como uniforme hospitalar, é fundamental listar tudo o que precisa ser melhorado para neutralizar os riscos.

2.    Liderança comprometida

Um ambiente de trabalho seguro começa com a liderança, pois se os colaboradores sentem que gestores e líderes não se esforçam para tornar o local mais seguro, também acabam não se protegendo.

A equipe de liderança tem o poder de implementar padrões, equipamentos e treinamentos adequados, o que garante segurança para todos e os recursos necessários.

Existem alguns métodos que ajudam a aumentar o comprometimento com a segurança dos ambientes, como a criação de protocolos, uso de equipamentos homologados pelas normas de segurança e acesso a todos eles.

É fundamental investir em treinamentos contínuos, reciclar o conhecimento dos líderes em relação às diretrizes e exigir que a empresa toda respeite as práticas de segurança.

3.    Incentivar o uso de EPI

Um fabricante de viga de ferro armado deve incentivar o uso de equipamentos de proteção individual, principalmente em atividades que apresentam riscos consideráveis, trazendo mais segurança para o colaborador.

Existem vários recursos que incentivam o uso, como palestras, jornais internos, campanhas de conscientização, intranet, workshop, dentre outras possibilidades.

4.    Expandir padrões de segurança do trabalho

Não é possível exigir que os colaboradores cumpram determinados padrões se eles não souberem quais são ou como funcionam.

As companhias precisam expandir e determinar os protocolos de segurança, de modo a especificar os responsáveis de cada tarefa.

Além disso, eles precisam ser atualizados constantemente, por meio de manuais e apostilas e estar à disposição em um arquivo digital ou em uma estante.

Os líderes de uma empresa de serviço de guincho intermunicipal são os responsáveis por estabelecer as normas de segurança, mas todos os funcionários precisam estar cientes delas.

A segurança é muito maior quando todos estão envolvidos e desempenhando seu papel, e os colaboradores estão na linha de frente para que as normas sejam cumpridas.

Também é importante rever os protocolos periodicamente, para que eles possam acompanhar o desenvolvimento da corporação e as necessidades dos colaboradores.

Aliás, é uma boa ideia ouvir a opinião deles sobre o que pode ser melhorado, uma vez que lidam diariamente com as tarefas que representam riscos.

5.    Montar uma CIPA

CIPA é uma sigla para Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, uma iniciativa regulamentada pela NR-15, da Secretaria do Trabalho.

Ela é formada por colaboradores voluntários da empresa, sendo necessária em organizações que possuem mais de 20 funcionários em regime celetista.

O objetivo é relatar as condições de risco presentes no ambiente de trabalho e solicitar medidas que possam eliminá-las ou neutralizá-las, o que reduz o número de acidentes e torna o espaço mais seguro.

Considerações finais

Portanto, diversas medidas podem ser adotadas para melhorar o local de trabalho, como a climatização de ambientes comerciais, mas para garantir a segurança dos trabalhadores, as companhias precisam se atentar a algumas obrigações.

Neste artigo, você conheceu quais são elas e todos os procedimentos que a corporação pode adotar, para evitar acidentes com seus colaboradores e trazer mais qualidade de vida e vantagens para todos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo