Diversos

6 dúvidas mais comuns sobre congelamento de óvulos

O congelamento de óvulos é um procedimento considerado eficaz para preservar a fertilidade do público feminino. Como a infertilidade e a gravidez de risco são mais comuns com o avançar da idade, as mulheres têm optado pelo congelamento de óvulos. 

Congelamento dos óvulos: o que é?

Indicado também para casos de mulheres ao qual irão se submeter a tratamentos oncológicos, como a quimioterapia, radioterapia ou algum procedimento que afetam os ovários. O congelamento de óvulos consiste principalmente em coletá-los e armazená-los em uma câmara fria, ou seja, o material é criopreservado — técnica que permite conservar células a temperaturas muito baixas (196º C negativos) com o uso de nitrogênio líquido.

Como funciona o congelamento dos óvulos? 

Para congelamento de óvulos não há uma idade determinada, porém, é ideal ter conhecimento que essa técnica obtém resultados mais satisfatórios se for realizado até os 35 anos de idade, uma vez que nesta idade há a possibilidade de atingir um alto percentual de êxito. Entretanto, para congelar os óvulos deve-se seguir algumas etapas:

  • Estimulação ovariana: tem o objetivo de aumentar o número de óvulos, ampliando as chances de gravidez. Na técnica é usada a aplicação de injeções com hormônios gonadotrofina (estimulante da ovulação), por aproximadamente 10 dias, na área da barriga e tendo como objetivo o amadurecimento dos óvulos;
  • Coleta dos óvulos: após a estimulação, os óvulos são retirados com auxílio de uma agulha juntamente com um ultrassom. O procedimento dura entre 15 e 30 minutos, geralmente sob anestesia leve; 
  • Congelamento dos óvulos: os óvulos são adicionados na incubadora, protegidos em uma substância congelante (nitrogênio líquido) e é realizada a seleção dos óvulos maduros para a futura fertilização. O ideal que a mulher congele entre 15 e 20 óvulos, pois alguns podem não sobreviver ao descongelamento; 
  • Descongelamento dos óvulos: no momento de uso, os óvulos, são retirados do nitrogênio líquido;  
  • Fertilização: os óvulos são fecundados com o espermatozoide e implantado no útero, através do método FIV (fertilização in vitro).

Principais dúvidas sobre o congelamento de óvulos

Não há um limite para o armazenamento dos óvulos congelados. Existem dois tipos de congelamento: o lento (diminui a temperatura de forma gradual, evitando a formação de cristais que poderiam romper os óvulos) e o rápido (baixa a temperatura de forma brusca, as chances de cristais são menores e a recuperação do óvulo é superior).

Caso deseje parar com o processo de congelamento de óvulos, há a possibilidade de descarte, oferecer para pesquisas ou para outra mulher que esteja precisando para um tratamento de Reprodução Humana, para isso basta assinar o termo de consentimento. Alguns riscos podem ocorrer no processo da estimulação hormonal, pois a paciente recebe uma alta dose de hormônios para produzir mais óvulos em um mesmo ciclo, ao qual pode gerar reações alérgicas ou síndrome do hiperestímulo ovariano (excesso de óvulos), entre outras.O congelamento de óvulos é um procedimento que oferece grandes chances para que a mulher engravide. Porém, todos os esforços da equipe são investidas em seu sonho, almejando a realização. Contamos com profissionais dedicados, qualificados e treinados para reprodução humana com seriedade e persistência. É fundamental escolher uma clínica de confiança para receber o melhor atendimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo