Marketing de conteúdo

Marketing de conteúdo: vantagens de investir para sua empresa

Marketing de conteúdo é uma das principais estratégias de marketing digital, voltado para a criação de materiais ricos e relevantes, em diferentes formatos, com o objetivo de atrair o público de uma marca, encantá-los e fidelizá-los.

Sua proposta não é promover a empresa diretamente, mas atrair sua audiência, por meio de soluções para os mais variados problemas e necessidades.

Há um tempo, o marketing digital deixou de ser uma tendência para se tornar uma necessidade, portanto, deve fazer parte do planejamento de qualquer negócio. Se a companhia quiser construir uma imagem relevante, precisa de visibilidade online.

Mas não basta apenas criar um site e um perfil nas redes sociais, é fundamental saber se colocar nesses canais, atrair a atenção das pessoas e se destacar em meio aos concorrentes, e é justamente aqui que entra o marketing de conteúdo.

Trata-se de uma das estratégias mais modernas e é usada por todo tipo de organização, desde as menores até as maiores, o que inclui marcas famosas e negócios que estão começando agora.

Neste artigo, vamos explicar o seu conceito, como o planejamento deve ser feito e quais os benefícios do marketing de conteúdo.

O que é marketing de conteúdo?

O marketing de conteúdo é uma estratégia focada na produção de materiais, com o objetivo de engajar o público e aumentar o número de clientes e potenciais clientes.

Por meio dele, é possível atrair, envolver e gerar valor para o público, criar uma percepção positiva em relação à marca e aumentar as oportunidades de negócios.

Uma clínica especializada em chip da beleza gestrinona deve investir nesta estratégia porque foi-se o tempo em que os consumidores se convenciam a respeito de um produto ou serviço apenas assistindo uma propaganda na TV.

Mais do que nunca, as pessoas podem escolher onde vão comprar e de que maneira vão responder aos estímulos provenientes das marcas.

Estamos inseridos na era da informação, por isso, os consumidores estão muito mais exigentes e atentos a vários fatores, que vão muito além de preço e qualidade, na hora de comprar.

Bons conteúdos não são focados apenas em vender, mas em gerar benefícios para quem os consome. As pessoas buscam informações da internet porque precisam resolver um problema ou esclarecer uma dúvida.

Por meio dos materiais, além de atender a essas necessidades, a companhia consegue educar sua audiência e a venda se torna uma consequência desse processo.

Sem falar no fato de que, além de úteis, os conteúdos transmitem uma mensagem proveitosa para o público, conseguem impactar as pessoas certas e no momento mais adequado para isso.

Como resultado, uma escola de aula de meditação consegue superar as expectativas de sua audiência e levar até essas pessoas algo positivo e compartilhável. Mas para obter os resultados almejados, é necessário saber planejar essa prática.

Como planejar uma estratégia de marketing de conteúdo?

Uma boa estratégia de marketing de conteúdo está muito além de escrever alguns textos, na verdade, a produção em si acaba sendo a menor parte. Antes de mais nada, é fundamental definir objetivos, estratégias e métricas.

O planejamento nada mais é do que uma etapa que vem antes da execução de um processo, e dentro dessa estratégia estão a escolha dos temas, as palavras-chave utilizadas e o tipo de linguagem empregada.

A companhia estabelece os resultados que deseja obter, o caminho que vai traçar para chegar até eles e de que maneira vai mensurar o que conseguiu. Dentre as etapas desse processo estão:

1 – Definir o objetivo

Se você tem um objetivo em mente, então sabe quais métricas precisa acompanhar e as ações que vai tomar para melhorar os resultados.

Uma empresa especializada em projeto elétrico industrial pode estabelecer como objetivo melhorar seu brand awareness, aumentar o engajamento com a marca, educar seu mercado, aumentar as vendas, diminuir custos, entre outros.

Depois de definir o objetivo, é necessário determinar quais são os indicadores-chave de desempenho que serão aplicados. Dentre as características dos indicadores estão:

  • Capacidade de gerar ação positiva;
  • Fácil de mensurar;
  • Simples de entender;
  • Ser importante.

Procure analisar o objetivo do seu negócio e refletir as métricas que vão mostrar se a empresa está no caminho certo e o que é necessário monitorar.

2 – Definir a persona

Os conteúdos precisam ser direcionados para quem realmente tem potencial para se tornar cliente, e uma forma de conseguir isso é definir a persona da empresa, ou seja, o perfil de cliente ideal.

Esse personagem semi-fictício é fruto de muita pesquisa e entrevistas com os clientes, para assim identificar traços comuns entre eles, como idade, gênero, profissão, escolaridade, estado civil, entre outros.

A persona de uma clínica veterinária especialista em gatos é muito mais detalhada do que o público-alvo, e por isso ajuda a direcionar melhor os conteúdos produzidos.

3 – Criar o funil de vendas

O funil de vendas representa todas as etapas pelas quais os consumidores passam, desde o momento em que descobrem um problema até a hora de se decidir pela compra.

Geralmente é dividido em três etapas, onde no topo do funil estão as pessoas que acabaram de descobrir uma necessidade, no meio do funil estão os consumidores que já sabem de seu problema e no fundo do funil aqueles que já consideram uma solução.

Os conteúdos produzidos precisam estar de acordo com cada etapa do funil de vendas, pois não faz sentido oferecer um produto ou serviço para uma pessoa que mal sabe qual é sua necessidade.

Da mesma forma, seu negócio não deve explicar o problema para alguém que já sabe qual é e que já está pronto para adquirir uma solução.

4 – Escolher os canais

Por fim, mas não menos importante, depois de produzir os conteúdos, uma empresa de instalação de tela varanda apartamento deve definir quais canais vai utilizar para veiculá-los.

A melhor opção é um blog, uma plataforma exclusiva para publicar conteúdos de valor, que serão compartilhados em outros canais, como no caso das redes sociais e até mesmo no site institucional.

Benefícios do marketing de conteúdo

Investir nessa estratégia traz muitos benefícios para os negócios, tanto é que a maioria das empresas já apostam nessa prática e simplesmente não consegue abrir mão dela.

Um de seus maiores benefícios é o aumento do tráfego no site, algo perfeitamente normal, tendo em vista que o Google valoriza conteúdos ricos e relevantes e costuma posicioná-los entre os primeiros resultados de pesquisa.

Se um fabricante de agenda personalizada com nome tem um bom posicionamento, é natural que receba mais cliques e por isso tenha um tráfego mais intenso em sua plataforma.

Outra coisa que melhora muito é o brand awareness, visto que produzir conteúdos faz com que mais pessoas passem a reconhecer a marca, seus produtos e serviços.

Isso é fundamental porque o consumidor moderno está mais propenso a comprar de empresas familiares e que transmitem uma imagem de valor. Dificilmente, um leitor assíduo do blog vai preferir outra marca em detrimento da sua.

Isso acaba melhorando o engajamento, pois conteúdos ricos e esclarecedores ajudam a construir um relacionamento próximo e formam uma audiência mais seletiva.

A companhia vai interagir com as pessoas e esse engajamento vai surgir de maneira natural. Quando isso acontece, é sinal de que um escritório de arquitetura especializado em sala de reunião moderna está educando seu público.

Produzir conteúdos é a melhor forma de esclarecer as dúvidas dos clientes e ensinar o que essas pessoas precisam saber para tomar uma decisão de compra positiva, o que naturalmente aumenta o número de vendas.

Veja, o propósito do marketing de conteúdo não é vender, mas isso acaba acontecendo porque os materiais são produzidos de acordo com as etapas do funil de vendas, portanto, a marca vai conseguir conduzir essas pessoas com mais facilidade.

As vendas aumentam também porque materiais valiosos impulsionam a geração de leads. Quanto mais potenciais clientes uma clínica veterinária de emergência possui, mais chances de fazer negócios ela terá.

É justamente por isso que boa parte das organizações está totalmente focada nesse processo, que além de trazer mais oportunidades para o negócio, também reduz o custo de aquisição de clientes.

Investir o tempo todo em anúncios pagos não é financeiramente viável, por outro lado, a produção de conteúdo é mais barata e muito mais duradoura.

Considerações finais

O mercado está cada vez mais concorrido, e para atrair a atenção das pessoas as companhias precisam se posicionar de maneira positiva e mostrar sua referência naquilo que fazem.

O marketing de conteúdo tem esse propósito, por isso, ele precisa fazer parte do planejamento de marketing digital da sua empresa. Seguindo as dicas que demos aqui, você vai conseguir planejar sua estratégia e alcançar os objetivos esperados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo